21ª edição do IndieLisboa. Festival de cinema independente arranca esta quinta-feira

É já esta quinta-feira, 23 de maio, que arranca a 21ª edição do IndieLisboa. O festival lisboeta de cinema independente vai decorrer até ao dia 2 de junho, com passagem pelo Cinema São Jorge, Culturgest, Cinemateca Portuguesa, Cinema Ideal, Cinema Fernando Lopes e a piscina da Penha de França.

Na Sessão de Abertura vai ser exibido o filme “I’m Not Everything I Want To Be”, um documentário da cineasta checa Klára Tasovská, sobre a sua compatriota, a artista Libuse Jarcovjáková. O festival encerra com “O Homem dos Teus Sonhos“, uma comédia negra protagonizada por Nicolas Cage, do realizador Kristoffer Borgli.

Filme de Abertura ” I’m Not Everything I Want To Be”

Da Competição Internacional, que destaca as novas vozes e olha para o futuro, fazem parte 34 curtas e 12 longas-metragens, entre as quais o drama “City of Wind”, de Lkhagvadulam Purev-Ochir, e “O Auge do Humano 3“, do argentino Eduardo Williams, ambas com coprodução portuguesa, e ainda a animação filipina “The Missing”, de Carl Joseph Papa, e “Dormir De Olhos Abertos”, de Nele Wohlatz.

Na Competição Nacional, uma das mais importantes do festival, vão marcar presença 8 longas-metragens e 18 curtas, um número recorde de filmes a concurso. Entre as longas escolhidas encontra-se “Banzo”, de Margarida Cardoso, “O Ouro e o Mundo”, de Ico Costa, e “O Melhor dos Mundos”, de Rita Nunes, todos em estreia mundial.

As longas-metragens “Mãos no Fogo”, de Margarida Gil, “Estamos no Ar”, de Diogo Costa Amarante, “Manga d’Terra”, de Basil da Cunha, “Contos sobre o Esquecimento”, de Dulce Fernandes, e “Greice”, do realizador brasileiro Leonardo Mourameteus, também vão competir pelo prémio. Entre as curtas desta secção competitiva estão “Quando a Terra Foge”, de Frederico Lobo, “Slimane”, de Carlos Pereira, “Shrooms”, de Jorge Jácome, ou “Noturno para uma Floresta”, de Catarina Vasconcelos.

Filme de Encerramento “O Homem dos Teus Sonhos”

Uma das novidades desta edição é a nova secção Rizoma, que apresenta obras que destacam questões relevantes da atualidade, cineastas de renome, e antestreias, com destaque para as produções luso-brasileiras “Pedágio“, de Carolina Markowicz, e “Sobreviventes”, de José Barahona, e ainda “All of us Strangers”, de Andrew Haigh, “A Besta“, de Bertrand Bonello, e o documentário “No Other Land”, filme coletivo feito por ativistas israelitas e palestinianos.

A programação inclui ainda as secções competitivas Novíssimos, Silvestre, Indiemusic e Smart7, as não competitivas Diretor’s Cut e Boca do Inferno, bem como uma retrospetiva dedicada ao artista visual e cineasta Kamal Aljafari, e a retrospetiva MFA que tem como objetivo de celebrar coletivamente os 50 anos do 25 de Abril. Na Piscina Municipal da Penha de França as famílias podem assistir a um programa de curtas-metragens e pela primeira vez longas-metragens para adultos, entre as quais a clássica comédia de terror “Piranha”, de Joe Dante.

A programação completa da 21ª edição do festival está disponível no site oficial do IndieLisboa.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *