2ª edição do Arroios Film Festival vai decorrer de 9 a 16 de setembro

Vai decorrer entre os dia 9 e 16 de setembro, no auditório da Escola Secundária de Camões, o Arroios Film Festival, uma organização da Junta de Freguesia de Arroios, com o apoio do Pelouro dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, da Arroios TV e outros parceiros públicos e privados.

Tal como na primeira, nesta segunda edição do festival, a inclusão será o tema de destaque, combatendo o preconceito, aceitando e integrando as diferenças culturais, religiosas e políticas. Nas novidades deste ano, além das curtas-metragens, decorrerão arividades paralelas e mostras ao ar livre.

A atriz Custódia Gallego é a presidente do júri da competição deste ano que conta ainda com o jornalista, crítico e programador de cinema José Vieira Mendes, o crítico, escritor e professor de cinema João Antunes, a atriz Patrícia Bull e o vice CEO da Ibéria Universal, Paulo Zhan.

Este júri irá premiar as melhores curtas-metragens a concurso nesta 2ª edição do festival com os seguintes prémios: AFF Best Short Film, no valor de 3 000 euros, Best Narrative Short Film, Best Short Documentary e Best Short Animation, no valor de 1 500 euros cada prémio.

O Arroios Film Festival conta com um total de 37 filmes em competição. Destes, 14 curtas-metragens concorrem na categoria de Ficção, 11 na de Documentário e 12 na de Animação.

A lista completa de filmes:

FICÇÃO
– “Bellissima” (Beautiful), de Alessandro Capitani – Italia
– “Les Miserables”, de Ladj Ly – França
– “Les Yeux De Ton Père”, de Hamza Atifi – Marrocos
– “Los Angeles 1991”, de Zacarias & Macgregor – EUA
– “Mohamed, Le Prénom”, de Zairi Malika – França
– “New Neighbors”, de E.G. Bailey – EUA
– “Strah”, de Dejan Babosek – Eslovénia
– “Te Quiero, Papá” (), de Gabriel Lúgigo – Espanha
– “The Chop” de Lewis Rose – Reino Unido
– “The Good Neighbor”, de Taeho Kang – EUA e Coreia do Sul
– “The Orange Story”, de Erika Street Hopman – EUA
– “Un Lugar”, de Iván Fernández de Córdoba – Espanha
– “Watu Wote”, de Katja Benrath – Alemanha
– “Ya Albi”, de Christine Chen – EUA

DOCUMENTÁRIO
– “Girls Who Cut Their Hair Short”, de Jelica Jerinić – Sérvia
– “La Badil”, de Dominic Brown – Reino Unido
– “Luíza”, de Caio Baú – Brasil
– “Mwavita, Born at a Time of War”, de Marco Gualazzini – Itália
– “Mx.Enigma”, de Je’Jae Daniels – EUA
– “On The Road To Relief”, de Jake Martin Graves – Reino Unido
– “Retratos a Preto e Branco”, de Rui Simões – Portugal
– “The New City”, de Javier Sobremazas – Alemanha
– “The Road Not Taken”, de Aditi Kodesia – Índia
– “Tu Pored Puta”, de Rasim Karalić – Croácia
– “Who the Hell is Satan?”, de Leo Ferri – Irão

ANIMAÇÃO
– “Ayny”, de Ahmad Saleh – Alemanha
– “Bystander”, de Mohsen Bagheri Dastgerdi – Irão
– “Dent de Lléo”, de Jorge Bellve – Espanha
– “Emília”, de Eunice Martins – Portugal
– “Ethnophobia”, de Joan Zhonga – Reino Unido
– “Homegrown”, de Quentin Haberham – Reino Unido
– “Icky”, de Parastoo Cardgar – Irão
– “Junk Girl”, de Mohammad Zare – Irão
– “La Grieta”, de Lula Gómez e Jordi Piulachs – Espanha
– “My Story”, de Breech Asher Harani – Filipinas
– “People of Color”, de Raghav Arumugam – EUA
– “What Abou’ de Lô?”, de Charles Badenhors – África do Sul

Artigos relacionados