35.ª edição dos Goya”: Anunciadas as nomeações aos prémios espanhóis de cinema

Nomeados aos Prémios Goya 2021

Os atores Ana Belén e Dani Rovira, acompanhados pelo presidente da Academia de Cinema de Espanha, Mariano Barroso, anunciaram os nomeados nas 28 categorias para a 35.ª edição dos Prémios Goya, vulgarmente conhecidos como os “Óscares” do cinema espanhol, e que não terá na corrida qualquer produção portuguesa.

O candidato português a uma nomeação ao Óscar de Melhor Filme Internacional, “Vitalina Varela“, de Pedro Costa, que concorria na categoria de Melhor Filme Europeu, e “Mosquito“, de João Nuno Pinto, candidato na categoria de Melhor Filme Ibero-Americano, não conseguiram integrar a lista final de nomeados.

O drama “Adú”, de Salvador Calvo, parte na linha da frente com 13 nomeações, incluindo Melhor Filme, Melhor Realização, Melhor Argumento Original e Melhor Ator Revelação (Adam Nourou). “Akelarre”, de Pablo Agüero, e “Las Niñas”, de Pilar Palomero, receberam nove nomeações cada, enquanto “La Boda de Rosa”, de Icíar Bollaín, conta com oito indicações.

A gala de entrega dos prémios decorrerá a 6 de março no Teatro Soho CaixaBank, em Málaga, numa cerimónia que será apresentada por Antonio Banderas e María Casado, e em que apenas marcarão presença os nomeados e os responsáveis pela entrega dos prémios Goya.

Lista completa das nomeações:
MELHOR FILME
– “Adú”, de Salvador Calvo
– “Ane”, de David Pérez Sañudo
– “La Boda de Rosa”, de Iciar Bollain
– “Las Niñas”, de Pilar Palomero
– “Sentimental”, de Cesc Gay

MELHOR REALIZAÇÃO
– Salvador Calvo (Adú)
– Juanma Bajo Ulloa (Baby)
– Iciar Bollain (La Boda de Rosa)
– Isabel Coixet (Nieva en Benidorm)

MELHOR REALIZADOR EM ESTREIA
– David Pérez Sañudo (Ane)
– Bernabé Rico (El Inconveniente)
– Pilar Palomero (Las Niñas)
– Nuria Giménez Lorang (My Mexican Bretzel)

MELHOR ATOR
– Mario Casas (No Matarás)
– Javier Cámara (Sentimental)
– Ernesto Alterio (Un Mundo Normal)
– David Verdaguer (Uno Para Todos)

MELHOR ATRIZ
– Amaia Aberasturi (Akelarre)
– Patricia López Arnaiz (Ane)
– Kiti Mánver (El Inconveniente)
– Candela Peña (La Boda de Rosa)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
– Álvaro Cervantes ( Adú)
– Sergi López (La Boda de Rosa)
– Juan Diego Botto (Los Europeos)
– Alberto San Juan (Sentimental)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
– Juana Acosta (El Inconveniente)
– Verónica Echegui (Explota Explota)
– Nathalie Poza (La Boda de Rosa)
– Natalia de Molina (Las Niñas)

ATOR REVELAÇÃO
– Adam Nourou (Adú)
– Chema del Barco (El Plan)
– Jannick ( Historias Lamentables)
– Fernando Valdivieso (No Matarás)

ATRIZ REVELAÇÃO
– Jone Laspiur (Ane)
– Paula Usero (La Boda de Rosa)
– Milena Smit (No Matarás)
– Griselda Siciliani (Sentimental)

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
– “Adú”
– “Historias Lamentables”
– “La Boda de Rosa”
– “Las Niñas”

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
– “Ane”
– “Los Europeos”
– “Orígenes Secretos”
– ” Sentimental”

MELHOR BANDA SONORA
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Baby”
– “El Verano que Vivimos”

MELHOR CANÇÃO
– “Sababoo” (Adú)
– “El Verano que Vivimos” (El Verano que Vivimos)
– “Que no, Que no” (La Boda de Rosa)
– “Lunas de Papel” (Las Niñas)

MELHOR DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Black Beach”
– “Nieva en Benidorm”

MELHOR FOTOGRAFIA
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Black Beach”
– “Las Niñas”

MELHOR MONTAGEM
– “Adú”
– “Black Beach”
– “El Año del Descubrimiento”
– “Las Niñas”

MELHOR GUARDA-ROUPA
– “Akelarre”
– “Explota Explota”
– “Las Niñas”
– ” Los Europeos”

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Black Beach”
– “Las Niñas”

MELHOR SOM
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Black Beach”
– “El Plan”

MELHOR MAQUILHAGEM & CABELO
– “Adú”
– “Akelarre”
– “Explota Explota”
– “Orígenes Secretos”

MELHORES EFEITOS VISUAIS
– “Akelarre”
– “Black Beach”
– “Historias Lamentables”
– “Orígenes Secretos”

MELHOR FILME ANIMAÇÃO
– “Turuleca – A Grande Aventura

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “Anatomía de un Dandy”, de Alberto Ortega e Charlie Arnaiz
– “Cartas Mojadas”, de Paula Palacios
– “El Año del Descubrimiento”, de Luis López Carrasco
– “My Mexican Bretzel”, Nuria Giménez Lorang

MELHOR CURTA-METRAGEM (Ficção)
– “6 de Decembro”
– “A la Cara”
– “Beef”
– “Gastos Incluidos”
– “Lo Efímero”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Documentário)
– “Biografía del Cadáver de una Mujer”
– “Paraíso en Llamas”
– “Paraíso”
– “Solo son Peces”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Animação)
– “Blue & Malone: Casos Imposibles”
– “Homeless Home”
– “Metamorphosis”
– “Vuela”

MELHOR FILME IBERO-AMERICANO
– “El Agente Topo”
– “El Olvido que Seremos”
– “La Llorona”
– “Yo No Estoy Aquí”

MELHOR FILME EUROPEU
– “Corpus Christi – A Redenção
– “J’accuse – O Oficial e o Espião
– “O Pai
– “Falling – Um Homem Só

Artigos relacionados