“A Espia” e “Crónica dos Bons Malandros” já disponíveis na Prime Video

A Espia e Crónica dos Bons Malandros na Prime Video

As séries completas de “A Espia” e “Crónica dos Bons Malandros” são as mais recentes produções Made in Portugal que ficaram disponíveis esta segunda-feira, 15 de novembro no catálogo da Prime Video, plataforma que continua a reforçar a sua aposta em conteúdos locais e o compromisso com o mercado nacional.

“A Espia”, protagonizada por Daniela Ruah, Maria João Bastos e Diogo Morgado, passa-se em 1941 , durante a Segunda Guerra Mundial, em que Portugal vive na neutralidade. Na sombra, muitos portugueses decidem servir os Aliados, mas também forças do Eixo, ou ambos em simultâneo. Maria João Mascarenhas (Ruah) trabalha para o sogro numa empresa de transportes.

A Espia

Aliciada pela sua amiga Rose Lawson (João Bastos), procura informações sobre os carregamentos de volfrâmio. Entre festas, casinos e mensagens codificadas, as duas envolvem-se numa intriga diplomática. Sobre a mesa, encontra-se uma rede que pode destruir o país. Os ingleses, Major Jack Beevor e Richard Thompson, pretendem evitar uma possível invasão alemã. Maria João parece reunir todos os atributos de uma espia perfeita: sedutora, inteligente e idealista. Mas ao aproximar-se do engenheiro alemão Siegfried Brenner (Morgado) vai compreender o preço de viver uma vida dupla.

Já a “Crónica dos Bons Malandros” é baseada no famoso livro de Mário Zambujal, que também deu origem a um filme em 1984. A série leva-nos até ao ano de 1983 onde um mítico bando de ladrões conhecido como Os Bons Malandros, empreende um espetacular assalto ao Museu Calouste Gulbenkian. O objetivo é fazer o roubo do século: deitar a mão às célebres joias Lalique.

Crónica dos Bons Malandros

Na Lisboa dos anos 80, os muros pintam-se de cartazes políticos e de publicidade, surgem as primeiras máquinas multibanco e os óculos 3D suscitam a curiosidade dos mais cinéfilos. Este é o pano de fundo da história insólita de sete assaltantes: Arnaldo, o Figurante (Paulo de Carvalho), Adelaide, a Magrinha (Maria do Céu Guerra), Flávio, o Doutor (Pedro Bandeira-Freire), Silvino, o Bitoque (Nuno Duarte), Pedro, o Justiceiro (Nicolau Breyner), Renato, o Pacífico (João Perry) e Marlene, a Voadora (Lia Gama).

As duas séries, ambas dirigidas Jorge Paixão da Costa e produzidas pela Ukbar Filmes, em coprodução com a RTP, juntam-se no catálogo da Prime Video a outros conteúdos nacionais, em que se destaca a série “Chegar a Casa” ou o filme “Variações”.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *