“A Fuga das Galinhas”: Sequela a caminho quase vinte anos depois

A Fuga das Galinhas sequela

Quase 20 anos depois de “A Fuga das Galinhas” (Chicken Run) tornar-se no mais bem sucedido filme de animação em stop-motion de todos os tempos, um recorde que ainda é válido, o The Hollywood Reporter relata que a Aardman Animations está oficialmente a trabalhar numa continuação.

Os detalhes do projeto ainda são escassos neste momento, sabendo-se apenas que o estúdio de animação do Reino Unido está a desenvolver o filme ao lado da StudioCanal, com a qual fez parceria nos seus títulos mais recentes e a Pathe, que co-financiou o original com a DreamWorks Animation e o distribuiu na Europa.

Os argumentistas do filme original, Karey Kirkpatrick e John O’Farrell voltarão a reunir-se para escrever o guião da sequela, que deverá entrar em produção logo que esteja concluída a continuação de “A Ovelha Choné – O Filme“, cuja estreia está marcada para 5 de abril de 2019.

Lançada no ano 2000 e dirigida por Peter Lord e Nick Park, a primeira animação da Aardman, produzida com um orçamento estimado em 45 milhões de dólares, tornou-se num grande sucesso de bilheteira, ao arrecadar no mundo inteiro quase US$ 225 milhões.

A história passa-se na quinta de criação de galinhas do casal Tweedy, situada algures em Inglaterra, onde a corajosa e persistente galinha Ginger (Paula Fonseca) procura conduzir as restantes companheiras de cativeiro a uma fuga organizada. Todavia, as tentativas de evasão resultam sempre em fracasso, até surgir na quinta um galo americano e bem-falante chamado Rocky (Filipe Duarte).

Artigos relacionados