“A Ilha dos Gigantes”: RTP estreia documentário sobre os tubarões-baleia nos Açores

A RTP apresenta, em parceria com o Programa Blue Azores, o documentário “A Ilha dos Gigantes”, um documentário que, após oito anos de investigação, tenta desvendar mistério dos tubarões-baleia nos Açores. A estreia é já esta segunda-feira, 20 de junho, às 22:45h, na RTP1 e na RTP Play.

A Ilha de Santa Maria nos Açores é o local da Europa onde os tubarões-baleia se juntam em maior número. Ninguém sabe de onde vêm nem para onde vão, nem porque chegam rodeados de milhares de atuns. Este documentário realizado pelo videógrafo subaquático Nuno Sá, que acompanha o avistamento desta espécie há mais de oito anos na pequena e pacata ilha, mostra como a ciência procura desvendar este mistério, contando também com o apoio dos pescadores locais que convivem diretamente com estes “gigantes”.

“Para mim este é talvez um dos maiores mistérios do Oceano Atlântico que subsiste por responder nos dias de hoje, afinal de contas estamos a falar de uma população do maior peixe do mundo sobre a qual nada sabíamos… até agora”, afirma o realizador Nuno Sá, que neste proejto juntou esforços com o investigador cientifico Jorge Fontes para desvendar este segredo.

Graças a imagens captadas por minicâmaras colocadas nos próprios tubarões-baleia, o documentário inclui filmagens inéditas de um comportamento único a nível mundial, mostrando como tubarões-baleia e atuns trabalham juntos para se alimentar de grandes cardumes de pequenos peixes, contribuindo assim para o aumento do conhecimento sobre a vida do maior peixe do mundo.

Descendo a bordo de um submarino às águas profundas de uma pequena área marinha protegida, na Ilha de Santa Maria, a equipa vai descobrir que mesmo pequenos santuários marinhos como este podem afetar a vida do maior peixe do mundo. “A Ilha dos Gigantes” permite-nos observar não só a beleza desta espécie, mas também compreender a sua importância para os Açores.

O conhecimento adquirido com este projeto vem confirmar a necessidade de proteger a riqueza única a nível mundial do ecossistema marinho dos Açores, o que reforça a importância do Programa Blue Azores, liderado pelo Governo regional, e que tem envolvido todos os açorianos na proteção de 30% do Mar dos Açores.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado.