“A Lady’s Guide To Selling Out”: Meg Ryan vai dirigir adaptação para a Netflix

Depois da estreia na realização em 2015 com o drama de guerra “Ithaca”, Meg Ryan está de regresso para dirigir um novo projeto, desta vez para a Netflix, a adaptação de “A Lady’s Guide To Selling Out“, o bem sucedido romance de estreia da escritora Sally Franson, publicado em abril de 2018.

Jenny Rachel Weiner vai escrever o guião da adaptação do romance, descrito pelos editores como sendo uma história ao estilo do filme “O Diabo Veste Prada” e da série “Mad Men”. A história é protagonizada por Casey Pendergast, que foi uma estudante de inglês apaixonado por livros, e que agora é a estratega de uma marca de roupas numa importante agência de publicidade.

A sua melhor amiga pensa que ela é uma vendedora, mas Casey diz a si mesma que está apenas a pagar as contas dessa maneira. No entanto, quando se apaixona por um dos seus autores literários, já não consegue ignorar as suas dúvidas e não deixa de questionar o custo humano do seu sucesso.

Ryan já não atua desde o seu filme de estreia na realização. Como atriz, é mais conhecida pelas comédias românticas de sucesso como “Um Amor Inevitável” (1989), ou “Sintonia de Amor” (1993), mas também participou em filmes como “Amityville III – O Demónio” e “Top Gun – Ases Indomáveis”.

Artigos relacionados