“A Lei de Teerão”: A impactante verdade do problema das drogas no Irão

Na próxima quinta-feira, 30 de junho, chega aos cinemas portugueses o filme “A Lei de Teerão” (Just 6.5), um dos mais recentes trabalhos do cineasta iraniano Saeed Roustayi, também autor do argumento, que serve de cenário para mostrar o lado realista do seu país, uma sociedade que muito poucos conhecem.

Neste filme, o cineasta aborda algumas das questões que abalam o Irão, expondo a impactante verdade do problema de drogas no país, mas também testemunha o alcance da precariedade na capital, Teerão, apresentando factos inovadores como o desenvolvimento do processo penal, questionando também as condições sociais do país e a sua base burocrática.

Este thriller policial passa-se em Teerão, uma cidade iraniana a transbordar de toxicodependentes, muitos dos quais sem abrigo, e acompanha Samad (Payman Maadi), um polícia da brigada de narcóticos da cidade, que procura Nasser Khakzad (Navid Mohammadzadeh), um barão de droga local. Depois de muitas tentativas, consegue localizá-lo, encontrando-o após uma tentativa de suicídio falhada.

Enquanto Nasser passa pelos procedimentos legais que o levarão à pena de morte e à sua execução, Samad começa a perceber que foram as condições sociais e as instituições completamente corruptas da sociedade que forçaram Nasser à vida criminosa que levou. As detenções e execuções que fez na sua carreira começam então a apresentar-se como algo inútil e sem qualquer impacto no problema de droga no Irão.

Com distribuição da Leopardo Filmes, “A Lei de Teerão” é um chocante, tenso e extremamente emocionante, e sem dúvida uma das boas opções para ver nos cinemas nacionais. Assista ao trailer.

Artigos relacionados