“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” é o candidato do Brasil na corrida aos Óscares

A Vida Invísivel de Eurídice Gusmão é o filme candidato pelo Brasil aos Óscares

“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, um melodrama tropical dirigido por Karim Aïnouz, foi escolhido para representar o Brasil nos Óscares e tentar uma nomeação na categoria de Melhor Filme Internacional. O anúncio foi feito nesta terça-feira (27) pela Academia Brasileira de Cinema numa conferência de imprensa.

O filme, vencedor da mostra paralela Un Certain Regard do festival de Cannes 2019, fazia parte dos 12 pré-selecionados, onde também se encontrava outro dos favoritos, “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que também no evento francês venceu o Prémio do Júri. da Seleção Oficial.

Baseado no romance homónimo de estreia de Martha Batalha, publicado em 2016, o filme conta no protagonismo com Fernanda Montenegro, que divide o papel de Euridice com Carol Duarte. O elenco inclui também Julia Stockler, Gregório Duvivier e Marcio Vito.

A trama está ambientada na década de 1940 e acompanha a vida de duas irmãs, Eurídice, uma jovem talentosa, mas bastante introvertida, e Guida, a mais velha, e o oposto do seu temperamento em relação ao convívio social, que são criadas num ambiente machista e repressor. Quando o destino as separa, elas fazem tudo para se reencontrar.

Esta é a 47ª vez que o Brasil submete um filme a esta categoria, tendo sido nomeado quatro vezes, a última em 1999, com o filme “Central do Brasil”, de Walter Salles. No ano passado, o representante brasileiro foi “O Grande Circo Místico“, de Cacá Diegues, que não consegui a desejada nomeação.

As nomeações para o Melhor Filme Internacional serão anunciadas juntas com outras categorias a 13 de janeiro de 2020. A 92ª edição dos Óscares será realizada a 9 de fevereiro de 2020.

Confira o teaser trailer oficial de “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”:

Artigos relacionados