Alain Delon vai ser homenageado com a Palma de Ouro Honorária no 72º Festival de Cannes

Alain Delon vai receber Palma de Ouro Honorária Cannes 2019
Crédito da foto: Festival de Cannes © Harcourt

A organização da 72ª edição do Festival de Cannes anunciou hoje que o ator Alain Delon, um ícone do cinema francês, irá receber a Palma de Ouro Honorária, em homenagem à sua maravilhosa presença na história do cinema.

“Pierre Lescure e eu estamos muito satisfeitos quer Alain Delon tenha aceite ser homenageado pelo Festival. Ele hesitou durante um longo tempo e há muito que estava relutante em receber a Palma de Ouro, porque achava que só deveria ir a Cannes para celebrar os realizadores com os quais trabalhou”, disse Thierry Frémaux, delegado geral do prestigiado evento francês.

A notícia publicada no site oficial da organização descreve-o como “um gigante, uma lenda viva e um ícone global”, referindo que no Japão é reverenciado e conhecido como Samurai da Primavera e que, os seus mais de 80 filmes, inúmeras obras-primas e superlativos são testemunho do alcance artístico e aura internacional de um homem que entrou em cena em 1960, “À Luz do Sol” (Plein Soleil), um thriller criminal de René Clément e uma ode à sua incrível beleza, um diamante em bruto, quando tinha apenas 25 anos na época.

Muitos de seus filmes se tornaram clássicos, tendo trabalhado com os maiores nomes do cinema como Michelangelo Antonioni, Luchino Visconti, Jean-Pierre Melville, Joseph Losey, Jean-Luc Godard e Jacques Deray, e protagonizado filmes ao lado das maiores estrelas de cinema, entre as quais, Jean Gabin, Burt Lancaster, Omar Sharif, Jean-Paul Belmondo, Mireille Darc, Romy Schneider, Cláudia Cardinale, Ursula Andress e Monica Vitti.

Frequentador habitual de Cannes, Delon participou no filme “O Leopardo”, filme de Visconti, vencedor da Palma de Ouro em 1963, tendo também participado nas cerimónias do 60º aniversário do Festival e foi ao Cannes Classics para apoiar as restaurações de alguns dos seus filmes favoritos.

Alain Delon já disse que os seus dias de atuação acabaram, mas confessou ter um arrependimento: “Há uma coisa que perdi e que vai sempre me assombrar: gostaria de ter sido dirigido por uma mulher antes de morrer.”

Jeanne Moreau, Woody Allen, Bernardo Bertolucci, Jane Fonda, Clint Eastwood, Jean-Paul Belmondo, Manoel de Oliveira, Agnès Varda e Jean-Pierre Léaud, fazem parte do grupo de homenageados com a Palma de Ouro Honorária.

O 72º Festival Internacional de Cinema de Cannes realiza-se de 14 a 25 de maio de 2019.

Artigos relacionados