Andy Serkis é o principal candidato para dirigir a sequela de “Venom”

Andy Serkis é o principal candidato para dirigir Venom 2

A Sony Pictures já está a preparar o desenvolvimento da sequela de “Venom” e pela notícia exclusiva do The Hollywood Reporter, Andy Serkis é o principal candidato para assumir a cadeira da realização, substituindo Ruben Fleischer (Zombieland: Double Tap), realizador do original, que não regressa para o cargo.

De acordo com a publicação, Serkys esteve reunido esta semana em Los Angeles com responsáveis do estúdio para discutirem a possibilidade de dirigir a continuação, que conta com um guião de Kelly Marcel e que volta a ter como protagonista Tom Hardy, no papel do jornalista que se torna o hospedeiro de um simbionte alienígena.

No entanto, o cineasta não está sozinho nesta corrida, já que fontes ligadas ao projeto indicam que Travis Knight (Bumblebee) e Rupert Wyatt (Captive State – Cercados) também estão na short list de candidatos para serem avaliados cuidadosamente pela Sony, que provavelmente anunciará o nome definitivo ainda durante este verão, pois tem a intenção de começar a rodar o filme em novembro.

O cineasta britânico ficou conhecido por interpretar Gollum na franquia “O Senhor dos Anéis”, do realizador Peter Jackson, com o qual ganhou experiência como diretor de segunda unidade na trilogia “O Hobbit”.

Em 2017 estreou-se atrás das câmaras com o drama “Vive” e no ano passado dirigiu para a Netflix, “Mogli: A Lenda da Selva”, que misturou imagem real e captura de movimentos, uma técnica que será utilizada em “Venom 2”.

O primeiro filme arrecadou nas bilheteiras mundiais mais de US$ 856,1 milhões e também contou com Michelle Williams no elenco principal, além de uma participação especial de Woody Harrelson como Cletus Kasady, conhecido como Carnage, o principal vilão do anti-herói Venom. É possível que “Venom 2” seja lançado nos cinemas em outubro de 2020.

Artigos relacionados