Animações japonesas do Studio Ghibli serão disponibilizadas em exclusivo pela HBO Max

Studio Ghibli fecha acordo de exclusividade com a HBO Max

Contrariando o que tinham anunciado anteriormente, a Studio Ghibli, famosa produtora japonesa de animações, assinou um acordo de exclusividade com a Warner, disponibilizando 21 dos seus filmes para o catálogo da HBO Max, futuro serviço de streaming que será lançado em abril de 2020.

Fundado em 1985, esta é a primeira vez que o estúdio fecha um acordo com uma plataforma de streaming, estando para já confirmado que os seus filmes farão parte do catálogo norte-americano, mas ainda não há qualquer informação se serão disponibilizados em outros territórios.

“Os filmes do Studio Ghibli são experiências visualmente impressionantes e completamente imersivas. Emocionantes, encantadores e profundamente humanísticos, esses filmes maravilhosos conquistaram o coração das pessoas em todo o mundo e estamos orgulhosos de mostrá-los de uma maneira acessível para ainda mais fãs através da HBO Max”, disse num comunicado Kevin Reilly, o diretor de conteúdos da HBO Max.

O atual presidente da Studio Ghibli, Koji Hoshino, também respondeu ao comunicado, referindo que: “Estamos entusiamados de trabalhar com a HBO Max para levar a coleção completa de filmes da Studio Ghibli ao público de streaming dos EUA. Como marca de conteúdos premium, a HBO Max é um lugar ideal para os nossos filmes. Após o lançamento do serviço, os fãs da Ghibli poderão desfrutar dos seus favoritos [filmes] e navegar no catálogo, enquanto que audiências completamente novas poderão descobrir pela primeira vez os nossos filmes.”

“O Meu Vizinho Totoro (1988)”, “Kiki – A Aprendiz de Feiticeira (1989)” , “A Princesa Mononoke (1997)”, “A Viagem de Chihiro (2001)”, “O Castelo Andante (2004) ” e “O Conto da Princesa Kaguya (2013)”, são os títulos que na abertura do serviço já estão incluídos no catálogo, sendo mais tarde adicionados outros filmes como “As Asas do Vento (2013)” ou “Memórias de Marnie (2014)”.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *