Annie Awards: Portugueses entre os premiados dos “Óscares” da animação

Vencedores dos Annie Awards 2020

Decorreu no Royce Hall da UCLA, em Los Angeles, na California, a 47ª edição dos Annie Awards, prémios popularmente conhecidos como os “Óscares” da animação, que são concedidos anualmente pela Associação Internacional do Cinema de Animação.

Numa edição histórica para o cinema português, “Tio Tomás – A Contabilidade dos Dias”, de Regina Pessoa, arrecadou um dos prémios mais importantes, o de Melhor Curta-Metragem, uma categoria onde estava incluída outra produção nacional, “Purple Boy”, de Alexandre Siqueira.

O grande vencedor da noite foi “Klaus”, uma produção da Netflix, que deu ao português Sérgio Martins a estatueta de Melhor Animação de Personagens em Longa-Metragem, pela personagem de Alva. A animação do realizador Sergio Pablos conquistou ainda mais seis prémios, incluindo o de Melhor Longa-Metragem de Animação e Melhor Realização, superando animações como “Frozen II: O Reino do Gelo” e “Toy Story 4”.

“J’Ai Perdu Mon Corps”, vencedor dos prémios de Melhor Longa-Metragem Independente, Melhor Argumento e Melhor Banda Sonora, permitiram à gigante de streaming um domínio avassalador na cerimónia, que se estendeu às produções televisivas, principalmente pela série “Love, Death & Robots”, vencedora em quatro categorias, uma das produções mais premiadas da noite, só superada por “Klaus”.

A cerimónia de entrega dos Annie Awards foi marcada pela homenagem ao britânico Richard Williams (Quem Tramou Roger Rabbit?), cineasta que morreu em agosto do ano passado, aos 86 anos.

Artigos relacionados