Anunciada a seleção oficial da 74ª edição do Festival de Cannes

Seleção Oficial do Festival Cannes 2021

Foi anunciada nesta quinta-feira (3) a programação completa da 74ª edição do Festival Internacional de Cinema de Cannes, um dos principais eventos cinematográfico do mundo, que decorrerá de forma presencial entre os dias 6 e 17 de julho.

O tradicional anúncio dos filmes que fazem parte da seleção oficial foi feito numa conferência de imprensa a partir da sala da UGC Normandie, em Paris, pelo presidente do festival Pierre Lescure e do delegado geral Thierry Frémaux.

No total foram revelados os títulos dos 64 filmes que integram para já as várias secções do festival, incluindo a recém criada Cannes Première, uma secção que abrirá espaço à apresentação de novos trabalhos de cineastas já consagrados.

Na disputa pela Palma de Ouro encontram-se 24 filmes, quatro deles realizados por mulheres. Para a abertura foi escolhido o filme “Annette”, do francês Leos Carax, que também faz parte da competição principal, junto com títulos de nomes bem conhecidos como os dos norte-americanos Wes Anderson e Sean Penn, o holandês Paul Verhoeven, o tailandês Apichatpong Weerasethakul, o italiano Nanni Moretti, o russo Kirill Serebrennikov e o francês Jacques Audiard, entre outros.

O júri da edição deste ano será presidida por Spike Lee, que regressa ao cargo que deveria exercer na edição de 2020, mas que devido à pandemia foi adiada. Os restantes membros do júri ainda não foram revelados.

Conforme já foi anunciado anteriormente, a atriz e realizadora Jodie Foster vai marcar presença em Cannes para receber o Prémio Carreira, a Palma de Ouro honorária pelo “brilhante percurso artístico”. De recordar que Foster fez parte do elenco de “Táxi Drive” (1976), filme vencedor da Palma de Ouro, quando tinha apenas 13 anos.

Conheça agora os filmes que dazem parte da seleçã oficial:

EM COMPETIÇÃO

– “Annette”, de Leos Carax – Filme de Abertura
– “The Story Of My Wife”, de Ildiko Enyedi
– “Benedetta”, de Paul Verhoeven
– “Bergman Island”, de Mia Hansen-Love
– “Drive My Car”, de Ryusuke Hamaguchi
– “Flag Day”, de Sean Penn
– “Ahed’s Knee”, de Nadav Lapid
– “Casablanca Beats”, de Nabil Ayouch
– “Compartment No. 6”, de Juho Kuosmanen
– “The Worst Person In The World”, de Joachim Trier
– “La Fracture”, de Catherine Corsini
– “The Restless”, de Joachim Lafosse
– “Les Olympiades”, de Jacques Audiard
– “Lingui”, de Mahamat-Saleh Haroun
– “Memoria”, de Apichatpong Weerasethakul
– “Nitram”, de Justin Kurzel
– “France”, de Bruno Dumont
– “Petrov’s Flu”, de Kirill Serebrennikov
– “Red Rocket”, de Sean Baker
– “The French Dispatch”, de Wes Anderson
– “Titane”, de Julia Ducournau
– “Tre Piani”, de Nanni Moretti
– “Tout S’est Bien Passé”, de François Ozon
– “A Hero”, de Asghar Farhadi

UN CERTAIN REGARD

-“The Innocents”, de Eskil Vogt
-“After Yang”, de Kogonada
-“Commitment Hasan”, de Hasan Semih Kaplanoglu
-“Lamb”, de Valdimar Johansson
-“Noche de Fuego”, de Tatiana Huezo
-“Bonne Mère”, de Hafsia Herzi
-“Delo (House Arrest)”, de Alexey German Jr.
-“Blue Bayou”, de Justin Chon
-“Moneyboys”, de C.B Yi
-“Freda”, de Gessica Généus
-“Un Monde”, de Laura Wandel
– “Let There Be Morning”, de Eran Kolirin
– “Unclenching The Fists”, de Kira Kovalenko
– “Women Do Cry”, de Mina Mileva e Vesela Kazakova
– “Rehana Maryam Noor”, de Abdullah Mohammad Saad
– “Great Freedom”, de Sebastian Meise
– “La Civil”, de Teodora Ana Mihai
– “Gaey Wa’r”, de Na Jiazuo

CANNES PREMIÈRES

– “Serre-moi Fort”, de Mathieu Amalric
– “Cow”, de Andrea Arnold
– “Cette Musique ne Joue Pour Personne”, de Samuel Benchetrit
– “Tromperie”, de Arnaud Desplechin
– “Jane Par Charlotte”, de Charlotte Gainsbourg
– “In Front of Your Face”, de Hong Sang-Soo
– “Mothering Sunday”, de Eva Husson
– “Evolution”, de Kornel Mundruczo
– “Val, Ting Poo”, Leo Scott
– “JFK Revisited: Through The Looking Glass”, de Oliver Stone

FORA DA COMPETIÇÃO
– “De Son Vivant”, de Emmanuelle Bercot
– “Emergency Declaration”, de Han Jae-Rim
– “The Velvet Underground”, de Todd Haynes
– “Bac Nord”, de Cédric Jimenez
– “Stillwater”, de Tom McCarthy
– “A Voz do Amor”, de Valérie Lemercier

SESSÕES ESPECIAIS
– “H6”, de Yé Yé
– “Black Notebooks”, de Shlomi Elkabetz
– “O Marinheiro das Montanhas”, de Karim Aïnouz
– “The Year of the Everlasting Storm”, de Oliver Stone
– “Jane par Charlotte”, de Charlotte Gainsbourg

SESSÕES DA MEIA-NOITE
– “Oranges Sanguines”, de Jean-Christophe Meurisse

Artigos relacionados