Arranca hoje mais uma edição do Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho

Programa do festival Cinanima 2021

Arranca oficialmente esta segunda-feira, 8 de novembro, a 45ª edição do Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, que até ao dia 14, volta a apresentar uma programação dedicada ao cinema de animação, com uma grande variedade de programas competitivos e não competitivos, para além de toda uma série de atividades paralelas à projeção de filmes.

Ao longo dos sete dias, o festival, organizado pela Nascente Cooperativa de Acção Cultural juntamente com a Câmara Municipal de Espinho, irá ocupar os habituais espaços espinhenses que incluem o Centro de Multimeios, Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva, FACE – Fórum de Arte e Cultura de Espinho, o Auditório do Casino Solverde e a Junta de Freguesia.

A Competição Internacional integra 4 longas-metragens, 36 filmes de estudante e 42 curtas-metragens, entre as quais 2 produções nacionais: “A Criação”, de José Xavier, e “Suspensão”, de Luís Soares. No que diz respeito à Competição Nacional, há dois concursos diferentes: o Prémio António Gaio – Melhor Filme na Competição Nacional, e o Prémio Jovem Cineasta Português, que se divide em duas categorias: filmes feitos por Crianças e Jovens (até 18 anos) e Primeiro Filme de Jovens Realizadores (mais de 18 até 30 anos).

Este ano, o Cinanima também apresenta a a primeira edição do simpósio animaScapes, que irá decorrer em paralelo com as sessões especiais e de competição. Compreendendo a necessidade de relacionar a prática com a reflexão e a teoria, o festival convida realizadores e investigadores a olhar a animação de diferentes perspetivas e a abordar questões contemporâneas, socialmente engajadas e ativistas.

Nesta 45ª edição também está disponível o Cinanima online, onde por apenas 1€ diário, pode assistir às sessões competitivas e às Retrospetivas: “Rebellious Animation”, com curadoria de Michal Bobrowski; “Animanarchy”, curadoria de Daniel Suljic, e “America-s Latina-s”, curadoria de Lucia Cavalchini.

O Cinanima 2021 destaca ainda o simpósio “Olhares sobre a Animação Portuguesa”, com especialistas de várias áreas relacionadas com o filme animado, um filme-concerto, duas instalações da artista multimédia Lea Vidakovic e uma exposição de ilustração e banda-desenhada por 11 dos melhores autores portugueses, como forma de assinalar os 30 anos do estúdio Animanostra.

Ao longo do festival, está também disponível uma diversificada programação paralela com workshops, masterclasses, exposições, oficinas, seminários e conferências. Para mais informações consulte o site oficial do Cinanima.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *