“Babenco”: Brasil aposta num documentário para os Óscares

Filme Babenco candidato aos Oscares pelo Brasil

O documentário “Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou“, dirigido por Bárbara Paz, foi selecionado pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais como candidato a uma nomeação ao Óscar de Melhor Filme Internacional.

A escolha foi feita por um Comité de Seleção composto por profissionais do audiovisual, indicados pela entidade que representa os profissionais da indústria cinematográfica brasileira.

O filme é sobre o cineasta Hector Babenco (1946-2016), um argentino naturalizado brasileiro, que esteve casado com a realizadora desde 2010, e nomeado aos Óscares por “O Beijo da Mulher Aranha” (1985). O documentário faz um relato sobre as memórias, amores, reflexões, intelectualidade e a frágil condição física que marcou os seus últimos anos de vida.

Desde a sua estreia mundial no Festival de Veneza de 2019, onde foi premiado com o o prémio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics e o Bisato D’Oro 2019, prémio paralelo ao evento ao evento atribuído pela crítica Independente, já foi exibido em vários outros certames internacionais. Adiado devido à pandemia, o filme estreia no Brasil no próximo dia 26 de novembro.

Este é o primeiro documentário a ser submetido pela Academia brasileira que, em anteriores participações, já conseguiu quatro nomeações ao Óscar, então designado Melhor Filme em Língua Estrangeira.

Assista ao trailer oficial:

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *