Bryan Singer e o remake de ‘20.000 Léguas Submarinas’ mudam-se para a Fox

20000 Leguas Submarinas_bryan singer

A nova versão cinematográfica de ‘20.000 Léguas Submarinas’, a obra clássica de Julio Verne, publicada em 1870, vai finalmente ser posta em prática pelo realizador Bryan Singer, não ao serviço da Disney, que há anos tentou dar desenvolvimento ao projeto, mas para a 20th Century Fox, que já contratou o cineasta.

Ainda antes desta mudança de estúdio, Singer escreveu nas redes sociais, por alturas do seu aniversário, em setembro do ano passado: “É o meu aniversário de 50 anos e estou a finalizar os detalhes do guião do meu próximo filme. Uma história que quero contar desde que era criança. Prometo que será uma aventura épica e emocionante para todas as idades. Uma aventura muito querida para mim. Não irei abandonar a franquia X-Men. Estou muito animado com ‘X-Men: Apocalipse’ e o que virá a seguir”.

O conto já foi adaptado por várias ocasiões em curtas-metragens, séries televisivas e animações, com destaque para o filme feito em 1954, pelo realizador Richard Fleischer, com protagonismo de Kirk Douglas e de James Mason.

No filme de Fleischer, a navegação marítima é ameaçada por ações devastadoras que muitos julgam ser um monstro marinho. A marinha americana envia uma fragata para investigar os incidentes e a bordo encontra-se, entre outros, o exímio arpoador Ned Land (Douglas). Logo no primeiro confronto com o “monstro”, o navio afunda-se e só três homens sobrevivem. São salvos por um submarino, o Nautilus, concebido, construído e comandado pelo Capitão Nemo (Mason). A cena em que uma lula gigante ataca o submarino, é um dos maiores momentos do filme.

As filmagens desta nova adaptação, estão previstas começarem no último trimestre deste ano.

Artigos relacionados