Canal História estreia a minissérie documental “Churchill na Madeira”

O Canal História estreia a minissérie documental “Churchill na Madeira”, uma coprodução com a RTP, produzida pela SPi, gravada integralmente na ilha da Madeira, que revela os contornos da célebre visita de Winston Churchill, com recurso a reconstituições, arquivos, cartas e testemunhos de personalidades nacionais. A estreia é este sábado, 18 de junho, pelas 22:15h.

Composta por dois episódios, com cerca de 50 minutos cada um, o fio condutor da minissérie é a preparação e a visita de Winston Churchill à Madeira, em 1950, sendo esta a primeira vez que se aborda, através de documentário, a visita do primeiro ministro britânico, permitindo perceber a importância desse acontecimento histórico.

As imagens (fotografia e filme) são provenientes de arquivos, bem como de jornais de época, nacionais e estrangeiros, e os arquivos da rádio ajudam a contextualizar os anos em que se passa a narrativa. A rodagem decorreu nos locais onde se deram os acontecimentos, contando ainda com encenação de pequenas reconstituições com o objetivo de criar uma atmosfera cinematográfica.

“Churchill na Madeira” conta com testemunhos de alguns intervenientes, como o historiador José Pacheco Pereira; Miguel Albuquerque, o presidente do Governo Regional da Madeira e autor do livro “Winston Churchill na Madeira”; Eduardo Jesus, presidente da AP Madeira; Michael Blandy, membro da família detentora da maior produtora mundial de vinho da Madeira que convidou Churchill a visitar a ilha; Egídio Teles, habitante de Câmara de Lobos que, com 9 anos, recebeu Churchill junto à sua casa onde passou a manhã a pintar, e Marcelino Abreu, filho do motorista de Churchill durante a visita.

Nesta minissérie ficaremos a saber tudo sobre a preparação da visita de Churchill e da sua comitiva, a chegada, acompanhado pela mulher e filha, como decorreu a visita e as suas rotinas, recorrendo às memórias da comunidade inglesa residente na ilha e dos madeirenses. Além disso, dá a oportunidade de conhecer a Madeira como um lugar muito diferente de 1950, percebendo o impacto que esta viagem teve no futuro da ilha.

“Quando me convidaram para escrever e realizar um documentário sobre a visita que Churchill fez à Madeira, percebi que pouco se sabia deste acontecimento. Estive um fim-de-semana a colher alguma informação e confirmei que era um enorme desafio”, assume a realizadora Joana Pontes, para quem a investigação “tornou possível a existência da história que acabámos por contar e que tem, na realidade, duas personagens principais: Winston Churchill e a Ilha da Madeira.”

A série documental foi gravada em inúmeras localizações de extraordinária beleza por onde Winston Churchill passou e onde foram feitas as entrevistas aos especialistas e filmadas as recreações, tais como a Fajã da Nogueira, o Ribeiro Bonito de São Jorge, a Quinta do Palheiro Ferreiro, o Museu de Fotografia Vicente´s, o Reid´s Hotel onde Churchill esteve alojado, ou o Blandy´s Wine Lodge, entre outros.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado.