“Chefe, Mas Pouco…”: Icónica série de comédia vai regressar à televisão

Série Chefe Mas Pouco. regressa a TV

A icónica série de comédia norte-americana “Chefe, Mas Pouco…” (Who’s the Boss?) vai regressar ao pequeno ecrã e com os mesmos protagonistas, os atores Tony Danza e Alyssa Milano, que voltarão a interpretar os seus papéis originais como pai e filha, respetivamente Tony e Samantha Micelli.

Criada por Martin Cohan e Blake Hunter, a série de oito temporadas e 196 episódios foi exibida no canal ABC entre 1984 e 1992, sendo muito bem recebida pelo público, convertendo-se num fenómeno de audiências, um sucesso que se estendeu dos EUA ao mundo inteiro, incluindo Portugal.

A história girava à volta do viúvo Tony Micelli (Danza), um antigo atleta profissional de basebol, que resolve provar que é capaz de educar sozinho a sua filha pré-adolescente, tendo para isso, que mudar de cidade. Depois de conhecer Angela Bower (Judith Light), uma executiva que também tem alguns problemas ligados à educação do filho Jonathan (Danny Pintauro) de sete anos, decide ser seu empregado doméstico. Muitas peripécias acabam por acontecer, mas o maior problema é saber quem é o chefe de família…

A série foi considerada bastante progressiva para a época, pois lidava com uma inversão de papéis e de estereótipos de género, refletindo as mudanças de comportamento. Neste revival da Sony Pictures Television, a série vai abordar temas como as diferenças geracionais e contará com a dinâmica de uma família moderna nos anos 2020, mais centrada em Samantha, que passados mais de 30 anos, é agora uma mãe solteira que mora na mesma casa em que foi criada.

Além do duo protagonista, que também atuará na produção executiva, é provavel que os restantes membros do elenco principal regressem para esta sequela e interpretem os seus personagens, já que todos permanecem amigos e em contacto uns com os outro até à data.

Este projeto da Sony, que não tem a sua própria plataforma de streaming, será oferecido ao mercado, junto com um contrato de licenciamento dos 196 episódios originais, o que decerto vai originar uma guerra de licitações, já que não deverão faltar candidatos a adquirir os direitos.

Artigos relacionados