Cinema Medeia Nimas recebe o ciclo de cinema “Revisitar Ingmar Bergman”

Ciclo de cinema Revisitar Ingmar Bergman

O Cinema Medeia Nimas, em Lisboa, vai receber de 6 a 19 de agosto a iniciativa “Revisitar Ingmar Bergman“, um ciclo de cinema dedicado ao produtor, argumentista e realizador sueco, considerado um dos cineastas mais talentosos e influentes de todos os tempos.

Para este ciclo foram escolhidos seis filmes, em cópias digitais restauradas, dos mais de sessenta que Bergman dirigiu ao longo da sua carreira, incluindo documentários, que foram lançados nos cinemas e para exibições de televisão.

Confira agora a programação da primeira exibição dos filmes, pois alguns deles serão novavemnete exibidos em outras datas e horários, uma informação que pode consultar no site da Medeia Filmes.

Dia 6/agosto – 13:00h : “Da Vida das Marionetas (1980)” – 1h 44m

Filmado durante o período que Ingmar Bergman passou na Alemanha, o filme continua a história de Katarina e Peter Egermann, o casal conflituoso e sem prole que surgiu num dos episódios de “Cenas da Vida Conjugal”. Após Peter perpetrar um crime horrendo, o filme segue uma examinação não-linear das suas motivações, incorporando uma investigação policial, cenas do quotidiano do casal e sequências oníricas.

Dia 7/agosto – 16:00h: “Uma Lição de Amor (1961)” – 1h 35m

David Erneman e a sua esposa Marianne estão casados há 15 anos. Antes do casamento, Marianne esteve noiva de um artista, Carl-Adam, o melhor amigo de David. Sabendo que David a trai, Marianne procura o antigo amor. Um triângulo sentimental longe de ser compreendido que questiona a durabilidade das relações.

Dia 8/agosto – 13:00h: “Ritual (1969)” – 1h 12m

Um juiz interroga três actores acerca de uma nova produção considerada obscena. As relações do grupo são complexas: Sebastian é um bêbado instável, com dívidas e culpado por matar o seu ex-sócio. Está envolvido com Thea. Ela é tensa e frágil, com frequentes ataques de raiva e casada com o novo sócio de Sebastian, Hans.

Dia 9/agosto – 15:00h: “A Máscara (1966)” – 1h 24m

Depois de emudecer durante a interpretação de Electra, a actriz Elisabeth Vogler isola-se completamente do mundo, e tem como única companhia a enfermeira Alma. Entre as duas mulheres irá estabelecer-se uma estranha relação de identidade e dependência mútua.

Dia 10/agosto – 13:00h: “Lágrimas e Suspiros (1972)” – 1h 31m

Lágrimas e Suspiros é uma das obras-primas do mestre Ingmar Bergman, que no início dos anos 70 demonstrava não ter perdido nem a lucidez nem o génio. Partindo da imagem de três mulheres vestidas de branco numa sala vermelha, que falam em sussurros, Bergman, constrói uma dolorosa, fascinante e bela reflexão sobre a morte.

Dia 11/agosto – 15:00h: “Cenas da Vida Conjugal (1973)” – 2h 52m

Marianne e Johan sempre pareceram o casal perfeito. Mas quando subitamente Johan troca Marianne por outra mulher, são forçados a confrontar-se com a fragmentação do seu casamento. Em seis cenas, Bergman traça a crónica de dez anos de amor e problemas.

Artigos relacionados