Condenado a prisão perpétua o assassino do ‘Sniper Americano’

Eddie Routh, ex-fuzileiro naval da Marinha dos Estados Unidos, foi ontem condenado a prisão perpétua, pelo assassinato em 2 de fevereiro de 2013, de Chad Littlefield e Chris Kyle, o atirador que foi inspiração para o filme de Clint Eastwood, ‘Sniper Americano’ , interpretado por Bradley Cooper (Golpada Americana).

O julgamento decorreu durante duas semanas em Stephenville, no estado do Texas e o júri formado por dez mulheres e dois homens declarou Roth culpado.

As mortes aconteceram num campo de treino de tiro, no Texas, quando as duas vítimas tentavam ajudar o ex-militar e que segundo o advogado de defesa, os crimes foram efetuados por influência dos delírios próprios da esquizofrenia e do stress pós-traumático que sofreu após o serviço militar.

Kyle, foi considerado o franco-atirador mais letal da história dos EUA, com 160 mortes confirmadas durante a Guerra do Iraque, ao serviço da Navy Seal, uma unidade de elite da Marinha do país.

Artigos relacionados