“Coronavírus” leva ao adiamento dos Prémios Sophia e da estreia do filme “Terra Nova”

Coronavirus adia Premios Sophia e estreia do filme Terra Nova

Depois do anúncio dos adiamentos da 20ª edição do Monstra – Festival de Animação de Lisboa, da 13ª Festa do Cinema Italiano e da alteração parcial do 6º Guiões – Festival do Roteiro de Língua Portuguesa, as medidas preventivas para combate à propagação do novo Coronavírus (Covid-19) levaram também ao adiamento da cerimónia dos Prémios Sophia 2020 e da estreia comercial do filme português “Terra Nova“.

As medidas foram tomadas com base no Plano de Contingência e a informação fornecida pela Direção-Geral da Saúde (DGS), pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) e pelo Governo Português, com o objetivo de minimizar o impacto da epidemia.

Nesse contexto, a Academia Portuguesa de Cinema decidiu adiar a gala dos Prémios Sophia 2020 que estava marcada para o dia 22 de março no Casino do Estoril, em Cascais, para uma data a anunciar brevemente.

“Lamentando o incómodo causado a todos os convidados que já tinham confirmado presença no evento, trata-se de uma questão de responsabilidade social e saúde pública à qual não poderíamos ficar alheios. Acompanharemos de perto o desenrolar dos acontecimentos, confiando que o Plano de Contingência terá um impacto positivo no controlo da situação, e que em breve possamos divulgar uma data definitiva para os Prémios Sophia 2020, a celebração anual do Cinema Português”, lê-se no comunicado publicado pela Academia na página oficial do Facebook.

Seguindo o exemplo de outros filmes, como “007: Sem Tempo Para Morrer” e “Peter Rabbit: Coelho à Solta“, a estreia do filme português “Terra Nova“, de Artur Ribeiro, agendada para 19 de março, foi adiada para uma data a anunciar brevemente.

A decisão foi anunciada num comunicado da produtora Cinemate e da distribuidora NOS Audiovisuais, um adiamento que está ligado à crescente epidemia do Covid-19, que já levou ao encerramento de algumas salas e à redução drástica das idas ao cinema, mas sobretudo pelo resultado financeiro negativo que provavelmente viria a acontecer se a estreia fosse feita nestas condições.

Estes são alguns dos casos já confirmados, mas é expectável que nos próximos dias ou horas, sejam anunciados novos adiamentos de eventos em Portugal, devido à propagação da epidemia que está causar instabilidade em várias indústrias nacionais e internacionais.

Artigos relacionados