“Crepúsculo”: Um drama surreal de Michel Franco banhado pelo sol de Acapulco

Depois de “Nova Ordem“, o cineasta mexicano Michel Franco está de volta com o seu mais recente trabalho “Crepúsculo” (Sundown), um drama surreal banhado pelo sol de Acapulco, filme que estreou no Festival de Cinema de Veneza 2021 e que estreia nos cinemas portugueses na próxima quinta-feira, 28 de julho.

Na liderança do elenco encontra-se o britânico Tim Roth, que volta a colaborar com Franco após “Chronic” (2015). A seu lado tem a companhia de Charlotte Gainsbourg, Iazua Larios, Samuel Bottomley e a estreante Albertine Kotting McMillan.

A história do filme gira em torno de Neil (Roth) e Alice Bennett (Gainsbourg), o núcleo de uma abastada família britânica e que, com os membros mais jovens Colin(Bottomley) e Alexa (McMillan), estão a desfrutar de uma relaxantes férias num resort em Acapulco, no México. Mas um telefonema inesperado traz más notícias: a mãe acaba de falecer.

Enquanto Alice decide interromper de imediato as férias, Neil decide fingir que perdeu o passaporte e fica no México, indiferente a tão trágica notícia. A sua atitude agudiza as diferenças entre eles e perturbando a ordem unida da família, levando que as tensões latentes passem para o primeiro plano.

No filme, o cineasta mexicano revela a tragédia de descobrir que a liberdade individual é impossível, e mais uma vez retrata a violência no seu país e a forma como a sociedade se acostumou a ela.

Assista ao trailer legendado de “Crepúsculo”, um filme que deve assistir nos cinemas, com distribuição da Alambique Filmes.

Artigos relacionados