Criador da série “Chernobyl” é um dos argumentistas do reboot de “Piratas das Caraíbas”

Reboot de Piratas das Caraibas com novos argumentistas

O sexto filme da franquia “Piratas das Caraíbas” está novamente em desenvolvimento com a contratação de novos argumentistas. Segundo o Deadline, a Disney contratou os argumentistas Craig Mazin, criador da série “Chernobyl”, e Ted Elliott, que coescreveu os quatro primeiros filmes, para elaborarem uma história para um novo filme.

Esta dupla vai ocupar as vagas de Rhett Reese e Paul Wernick, ambos responsáveis por “Deadpool“, que foram inicialmente contratados pelo estúdio, mas que no início deste ano desistiram do projeto, anunciado como uma espécie de reboot.

É de esperar que Jerry Bruckheimer, o produtor dos cinco filmes anteriores regresse, o mesmo já não se pode dizer da presença de Johnny Depp (Adeus, Professor) como o capitão Jack Sparrow, pois o estúdio anunciou em 2018 que esta continuação não teria a participação do ator.

Além de vencer o Emmy de Melhor Minisérie e ainda o de Melhor Ator em Minisérie, para Jared Harris, pela série da HBO, Mazin também fez parte da equipa que escreveu a adaptação de “Os Anjos de Charlie“.

Os cinco filmes anteriores tiveram sempre melhor desempenhos nas bilheteiras internacionais do que a nível doméstico. Nos EUA, todos os filmes arrecadaram US$ 1,5 mil milhões e no resto do mundo US$ 3,07 mil milhões. “Piratas das Caraíbas – O Cofre do Homem Morto (2006)” e “Piratas das Caraíbas – Por Estranhas Marés (2011)” foram os que conseguiram ultrapassar a marca dos mil milhões.

Artigos relacionados