“Crimes of the Future”: Thriller de ficção científica volta a juntar David Cronenberg e Viggo Mortensen

David Cronenberg e Viggo Mortensen juntos no filme Crimes of the Future

É já no próximo verão, em localizações da Grécia, que o realizador David Cronenberg voltará a sentar-se na cadeira da realização para dirigir o thriller de ficção científica “Crimes of the Future“, um projeto da Neon e da Serendipity Point Films, que será protagonizado por Viggo Mortensen (Falling – Um Homem Só), Léa Seydoux (007: Sem Tempo Para Morrer) e Kristen Stewart (Submersos).

Este é o primeiro guião de ficção científica original de Cronenberg desde “eXistenZ”, filme lançado nos cinemas em 1999, e o primeiro que realiza desde “Mapas Para as Estrelas” (2014). O novo filme marca também a quarta parceria com Mortensen, ator que esteve anteriormente às ordens do cineasta canadiano nos filmes “Uma História de Violência” (2005), “Promessas Perigosas” (2007) e “Um Método Perigoso” (2011).

“Crimes of the Future” passa-se num futuro não muito distante, onde a humanidade está a aprender a adaptar-se a um novo ambiente sintético. Essa evolução leva os humanos para além do seu estado natural e a uma metamorfose que altera a sua constituição biológica. Enquanto alguns abraçam o potencial ilimitado do transumanismo, outros mostram-se muito mais desconfiados.

De qualquer forma, o processo está a espalhar-se rapidamente. Saul Tenser é um famosa artista que abraçou o “Síndroma de Evolução Acelerada”, gerando órgãos novos e inesperados no seu corpo. Junto com a sua companheira Caprice, Tenser transformou a remoção desses órgãos num espetáculo para maravilhar em tempo real os seus fiéis seguidores. Mas quando o governo e uma estranha subcultura tomam conhecimento, Tenser é forçado a considerar o que seria a sua atuação mais impactante de todas.

“Crimes of the Future” é também o título de um filme que Cronenberg escreveu e realizou em 1970, também de ficção científica, centrado num louco dermatologista que geria a clínica “Casa da Pele”. O que não se sabe é se há alguma relação entre os dois filmes.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *