Denis Villeneuve em negociações para dirigir a nova versão de ‘Duna’

Um mês depois de ter adquirido os direitos de “Duna” (Dune), a Legendary Pictures já está em negociações com Denis Villeneuve para dirigir este novo projeto.

Se chegar a acordo, o cineasta canadiano, amante confesso de ficção científica, poderá ter a oportunidade de fazer esquecer a adaptação dirigida em 1984 por David Lynch, filme que foi mal recebido pela crítica e pelo público, saldando-se num fracasso de bilheteira. “O Primeiro Encontro’, último trabalho de Villeneuve, estreou em Portugal no passado mês de novembro. O cineasta é também o responsável pela realização de ‘Blade Runner 2049’, a continuação do filme de 1982.

O acordo alcançado no mês passado pela Legendary, permite-lhe desenvolver projetos para o cinema e TV, baseados no universo ficcional criado por Frank Herbert, para a série de seis livros, iniciada em 1965, com a publicação do primeiro livro intitulado “Duna”. Seguiu-se em 1969, “O Messias de Duna” (Dune Messiah) e em 1976, “Os Filhos de Duna” (Children of Dune), livro que encerrava a trilogia pensada inicialmente pelo escritor. Com o sucesso alcançado, o autor escreveu uma nova trilogia.

Depois da sua morte em 1986, o seu filho Brian Herbert, em colaboração com Kevin J. Anderson, deram continuidade ao trabalho, publicando duas trilogias de prequelas de ‘Duna’ e duas sequelas.

Na trama original de ‘Duna’, conta a história de Paul Atreides, cuja família aceita controlar Arrakis, um planeta deserto. Como único produtor de um recurso altamente valioso, o controle de Arrakis é altamente contestado entre as famílias nobres. Mas quando a sua família é traída, Paul lidera uma rebelião para restaurar o controle do planeta. A história explora temas de política, religião e a relação do homem com a natureza.

Artigos relacionados