Desobedoc – Mostra de Cinema Insubmisso está de volta ao Cinema Trindade

O Desobedoc – Mostra de Cinema Insubmisso está de volta ao Cinema Trindade, no Porto, e ao formato presencial, de 22 a 25 de abril, para mais uma edição que serve de pontapé de saída para a maratona de celebrações dos 50 anos da revolução que decorrem até 2026, para celebrar a liberdade, para pensar e agir pela insubmissão que nos convoca.

A mostra Desobedoc é uma iniciativa do Bloco de Esquerda realizada em parceria com a rede Transform e a Cultra. A entrada é livre, gratuita e dispensa levantamento de bilhete.

Sob a temática do “princípio do fim” do regime, a programação deste ano inclui documentários e filmes nacionais e estrangeiros, que abordam as lutas antifascistas (estudantis, operárias, habitacionais, das mulheres, saúde, políticas), a guerra colonial e a luta anti-colonial (incluindo a deserção), com particular incidência para o ciclo que se iniciou em 1972, e atuais ainda para a reflexão da situação política aos dias de hoje.

René Vautier

O Desobedoc 2022 arranca com uma sessão comentada em volta do cineasta francês René Vautier, com a exibição de “Africa 50”, um documentário que foi proibido em França durante quarenta anos, seguido de “Salut et Fraternité”, de Oriane Brun-Moschetti, um filme que reconstitui a carreira de Vautier, um cineasta “militante, comprometido, inconformado, humanista, portador de palavras geralmente negligenciadas”, que foi alvo de censura em praticamente toda a sua obra.

No sábado (23) são exibidos os filmes “Monangambé” e “Sambinzanga”, numa sessão comentada por Annouchka de Andrade, dedicada à poeta e cineasta francesa Sarah Maldoror. A programação de domingo (24) começa com uma homenagem a Miguel Portas, exatamente no dia em que se assinala o 10º aniversario da sua morte, com a exibição do documentário “A Vida à Espera: Referendo e Resistência no Sahara Ocidental”, de Iara Lee, e testemunhos do envolvimento do bloquista nesta e noutras causas. No mesmo dia pode ainda assistir ao filme “Visões do Império”, de Joana Pontes.

“Visões do Império”, filme de Joana Pontes

No dia 25 de abril, segunda-feira, a programação matinal é destinada aos mais pequenos com o Desobedoquinho da Luísa Moreira, que inclui uma sessão de curtas-metragens para crianças dos 3 aos 8 anos e outra para crianças dos 9 aos 12 anos.

A última edição presencial do Desobedoc foi realizada em 2019. Devido à pandemia a mostra decorreu em 2020 em formato online e em 2021 esteve ausente. Para mais informações consulte o site oficial do Desobedoc – Mostra de Cinema Insubmisso.

Artigos relacionados