“Dia da Mulher”: Canal Odisseia dedica programação a mulheres inspiradoras

Canal Odisseia dedica programa a mulheres inspiradoras

A partir das 16:15h desta segunda-feira, 8 de março, o Canal Odisseia assinala o Dia Internacional da Mulher com uma programação especial dedicada a mulheres brilhantes e inspiradoras. O programa inclui quatro documentários em que homenageia Céline Cousteau, Jane Goodall e Michelle Obama.

O especial arranca com “Madagáscar: Os Génios da Floresta“,uma série documental de dois episódios de sessenta minutos, protagonizada por Céline Cousteau, a intrépida pioneira ecológica, neta do famoso oceanógrafo Jacques-Yves Cousteau, que criou um inventário do esplendor do nosso planeta, desde o Mediterrâneo ao Amazonas, e desde a Patagónia à Polinésia.

Duas gerações depois, Céline atualiza esse repertório, ao regressar a um desses destinos míticos, Madagáscar., aprofundando as relações humanas com os que a rodeiam, para compreender melhor como mudou a grande ilha do oceano Índico e os seus habitantes.

Às 18:00h tem início “Jane Goodall: A Nova Geração“, um retrato íntimo da vida e projetos de Goodall vista pelo olhar do seu neto, Merlin. Conhecida mundialmente como primatologista, paleontóloga e etnóloga, ficou famosa pelo estudo que fez aos 26 anos, sobre os chimpanzés no Parque Nacional Gombe, localizado na costa oriental do Lago Tanganyika, na Tanzânia.

A programação encerra com a exibição de “Michelle Obama: A Minha Vida Após a Casa Branca“, às 19:00h, um documentário que, de acordo com o canal é uma “história cativante que retrata as suas origens humildes no seio de uma família da classe operária até chegar à Casa Branca e tornar-se numa das mulheres mais queridas da História política dos Estados Unidos.”

A ex-Primeira Dama dos EUA, após abandonar a Casa Branca, Michelle Obama tem estado muito ocupada com os compromissos da sua nova vida. Com a sua empresa de produção, Higher Ground, ganhou o Óscar para melhor documentário de 2020 pelo filme “American Factory”. A sua autobiografia, “Becoming”, tornou-se o livro de memórias mais vendido de todos os tempos e conseguiu até um Grammy pela versão em áudio.

Artigos relacionados