Disney dá luz verde para o desenvolvimento de uma série televisiva de “Indiana Jones”

As aventuras do lendário arqueólogo e explorador itinerante vão ser também contadas no pequeno ecrã. Segundo a notícia da Variety, a Disney deu luz verde para o desenvolvimento de uma série televisiva de “Indiana Jones“, destinada à sua plataforma de streaming Disney+.

O anúncio da expansão da franquia, vem logo após Harrison Ford, que vem interpretando o personagem desde “Os Salteadores da Arca Perdida”, lançado nos cinemas em 1981, ter dito que abandonaria o papel após o lançamento do quinto filme,

A série ainda não tem um argumentista principal para liderar o projeto, mas a Disney e a Lucasfilm já deram aval para avançar com a ideia. O que ainda não se sabe é qual a ligação, se houver, que a série terá com a quadrilogia já lançada nos cinemas ou com o quinto capítulo, ainda sem título oficial, que deve estrear em 2023, que acontecerá quinze anos depois do último filme “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” (2008).

Ford também interpretou o icónico caçador de tesouros – com o seu chicote e chapéu – em todos os filmes até agora. Os quatro primeiros foram todos dirigidos por Steven Spielberg, com George Lucas e Philip Kaufman creditados pela criação do personagem. O quinto filme vai ser dirigido por James Mangold. No total, a franquia arrecadou nas bilheteiras mundiais mais de 1,3 mil milhões de dólares.

Esta não será a primeira adaptação de “Indiana Jones” numa série de televisão, já que, entre 1992 e 1993 foram emitidas duas temporadas de “Indiana Jones – Crónicas da Juventude”, em que Ford fez uma aparição especial como um Jones mais velho num episódio. A série, que tinha o foco principal na juventude do personagem contou com Sean Patrick Flanery e Corey Carrier interpretando-o em idades diferentes, enquanto George Hall interpretou um Jones idoso, a narrar a série.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados