Disney já tem em desenvolvimento uma sequela de “Cruella”

Lançada nos cinemas e no Disney+ Premier Access à pouco mais de uma semana, a prequela live-action de “Cruella” já é um dos grandes sucessos de estreia pós-pandemia, com arrecadações que até à data já rondam os 50 milhões de dólares, pelo que óbvio que já corram notícias para uma continuação da história.

Segundo o The Hollywood Reporter, a Walt Disney Studios já começou a desenvolver um segundo filme centrado numa das suas mais populares vilãs, Cruella de Vil, interpretada por Emma Stone. De acordo com a notícia, a atriz deve regressar ao papel, bem como os principais obreiros do primeiro filme, o realizador Craig Gillespie e o argumentista Tony McNamara.

“Estamos muito satisfeitos com o sucesso de bilheteira de Cruella, em conjunto com o seu forte desempenho Disney+ Premier Access, até ao momento. O filme está a ser incrivelmente bem recebido pelo público de todo o mundo, com uma avaliação de 97% no Rotten Tomatoes, para além das notas máximas dos vários grupos demográficos segundo o CinemaScore, com base no fim de semana de estreia, colocando-o nos filmes mais populares de live-action dos últimos tempos. Estamos entusiasmados por um projecto a longo prazo à medida que o público continua a desfrutar deste filme fantástico”, disse um porta-voz da Disney em comunicado.

Com críticas positivas e elogiado pela sua estética punk rock dos anos 1970, “Cruella” é um spin-off em imagem real do clássico de animação “101 Dálmatas”, sobre as origens de Cruella de Vil. Além de Stone, o filme conta ainda no elenco com Emma Thompson, no papel de baronesa, Paul Walter Hauser, Joel Fry, Mark Strong, Emily Beecham e Jamie Demetriou.

A trama do filme passa-se na cidade de Londres dos anos 70, e acompanha a jovem estilista Estella de Vil, uma mulher inteligente, criativa e determinada a fazer sucesso no mundo da moda. Obcecada por peles de cães, especialmente de dálmatas, para usá-la em peças de roupa, Estella acaba por se transformar na lenda cruel e aterrorizante conhecida como Cruella.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *