“Dor e Glória” foi o grande vencedor dos Prémios Goya 2020

Vencedores dos Premios Goya 2020

Decorreu na noite do passado sábado (25), a cerimónia de entrega dos Prémios Goya 2020, descritos por muitos como os “Óscares” do cinema espanhol, que consagrou o filme “Dor e Glória“, como o grande vencedor, numa edição com prémios muito repartidos.

O drama de Pedro Almodóvar arrecadou sete troféus, incluindo o de Melhor Filme, Realizador e Argumento Original, mais dois que “Enquanto a Guerra Durar“, de Alejandro Amenábar, o filme mais nomeado (17), que esteve mais em destaque nas categorias técnicas.

Na área da interpretação, Antonio Banderas (Dor e Glória) conquistou o prémio de Melhor Ator e o secundário foi para Eduard Fernández (Enquanto a Guerra Durar). Entre as mulheres, o prémio de Melhor Atriz foi para Belén Cuesta (La Trinchera Infinita) e o de Melhor Atriz Secundária para Julieta Serrano (Dor e Glória). Destaque ainda para Benedicta Sánchez (O Que Arde), eleita como Atriz Revelação, uma distinção que surge aos 84 anos.

Notas finais para “Os Miseráveis“, de Ladj Ly, considerado o Melhor Filme Europeu e ainda para “La Odisea de los Giles”, uma produção argentina do realizador Sebastián Borensztein, vencedor do prémio de Melhor Filme Ibero-Americano.

Confira a lista completa dos vencedores:

MELHOR FILME
– “Dor e Glória”

MELHOR REALIZADOR
– Pedro Almodóvar (Dor e Glória)

MELHOR REALIZADOR EM ESTREIA
– Belén Funes (La Hija de un Ladrón)

MELHOR ATOR
– Antonio Banderas (Dor e Glória)

MELHOR ATRIZ
– Belén Cuesta (La Trinchera Infinita)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
– Eduard Fernández (Enquanto a Guerra Durar)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
– Julieta Serrano (Dor e Glória)

ATOR REVELAÇÃO
– Enric Auquer (Quien a Hierro Mata)

ATRIZ REVELAÇÃO
– Benedicta Sánchez (O Que Arde)

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
– “Dor e Glória”

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
– “Intemperie”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “Ara Malikian, Una Vida Entre las Cuerdas”

MELHOR FILME ANIMAÇÃO
– “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas”

MELHOR FILME IBERO-AMERICANO
– “La Odisea de los Giles”

MELHOR FILME EUROPEU
– “Os Miseráveis“, de Ladj Ly

MELHOR CURTA-METRAGEM (Ficção)
– “Suc de Síndria”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Documentário)
– “Nuestra Vida Como Niños Refugiados en Europa”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Animação)
– “Madrid 2120”

MELHOR BANDA SONORA
– “Dor e Glória”

MELHOR SOM
– “La Trinchera Infinita”

MELHOR CANÇÃO
– “Intemperie”

MELHOR DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR FOTOGRAFIA
– “O Que Arde”

MELHOR MONTAGEM
– “Dor e Glória”

MELHOR GUARDA-ROUPA
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR MAQUILHAGEM & CABELO
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHORES EFEITOS VISUAIS
– “El Hoyo”

Artigos relacionados