Duas curtas portuguesas nomeadas aos Prémios Europeus de Cinema 2019

Duas curtas portuguesas nomeadas para os Prémios Europeus de Cinema

Foram hoje anunciados pela Academia Europeia de Cinema (EFA) os títulos das cinco curtas-metragens nomeadas aos Prémios Europeus de Cinema, galardões atribuídos anualmente como forma de distinguir os melhores filmes produzidos na Europa.

Entre os selecionados encontram-se duas produções nacionais, “Cães que Ladram aos Pássaros”, de Leonor Teles e “Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre”, de Gabriel Abrantes. A lista de nomeados fica completa com “The Christmas Gift”, de Bogdan Mureşanu (Roménia/Espanha), exibido no Curtas Vila do Conde, “Watermelon Juice”, de Irene Moray (Espanha) e “Reconstruction”, de Jiří Havlíček e Ondřej Novák (República Checa).

A curta de 20 minutos de Leonor Teles, que foi exibida em estreia mundial no Festival de Cinema de Veneza, em setembro deste ano, acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária.

Por seu lado, o filme escrito e dirigido por Gabriel Abrantes, uma coprodução luso-francesa que o cineasta português produziu em parceria com Justin Taurand, foi apresentado na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. A curta conta a história de uma escultura do museu do Louvre que ganha vida e foge para as ruas de Paris por estar farta de ser uma peça de decoração.

Há uns dias atrás a EFA também revelou as quatro animações nomeadas aos prémios: “Bunuel en el Laberinto de Las Tortugas”, de Salvador Simó (Espanha/Holanda), “J´ai Perdu Mon Corps”, de Jérémy Clapin (França), “L´Extraordinaire Voyage de Marona”, de Anca Damian (França/Bélgica/ Roménia), e “Les Hirondelles de Caboul”, de Zabou Breitman (França/Luxemburgo/Suíça).

Os vencedores serão anunciados na 32.ª cerimónia dos Prémios Europeus de Cinema que se realiza em Berlim, na Alemanha, no dia 7 de dezembro.

Artigos relacionados