“Dune: The Sisterhood”: Série prequela vai contar com o realizador de “Chernobyl”

Johan Renck, cineasta sueco mais conhecido por dirigir todos os cinco episódio da série “Chernobyl”, acaba de ser contratado pela HBO Max para assumir a realização dos dois primeiros episódios de “Dune: The Sisterhood“, uma série prequela ambientada no universo de fantasia criado por Frank Herbert, que foi recentemente adaptado ao grande ecrã por Denis Villeneuve no filme “Dune – Duna”.

A série foi encomendada em 2019 e na altura estava previsto que seria Villeneuve a coescrever e dirigir pelo menos o episódio piloto. No entanto, face ao seu trabalho com “Dune: Part Two”, o cineasta canadiano ficou impedido de o fazer. O mesmo acontece com o argumentista Jon Spaihts, que também está a dedicar toda a sua atenção para a sequela.

Spaihts foi substituído em julho de 2021 por Diane Ademu-John, da série “Empire”, que assumirá as funções de escritora, showrunner e produtora executiva de “Dune: The Sisterhood”. Villeneuve e Spaihts continuam ligados ao projeto, mas apenas na produção executiva.

A ação irá decorrer 10.000 anos antes dos eventos de “Dune” e seguirá as Irmãs Harkonnenna sua luta contra as forças que ameaçam o futuro da humanidade, enquanto estabelecem a lendária seita conhecida como Bene Gesserit, uma facção chave nos níveis sociais, políticos e religiosos, descrita nos romances como uma ordem feminina cujos membros passam por condicionamento físico e mental para ganharem poderes e habilidades que, para as pessoas estranhas, podem facilmente parecer mágicos.

Ainda sem previsão de estreia, “Dune: The Sisterhood” será produzida pela HBO Max em associação com a Legendary Television, a divisão televisiva do estúdio que produz os filmes da saga de Paul Atreides.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados