“Elo”: Filme de Alexandra Ramires na seleção de curtas do Festival de Toronto

Filme Elo de Alexandra Ramires no Festival de Toronto

Há mais uma coprodução nacional selecionada para o Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), que vai decorrer entre os dias 10 e 19 de setembro no Canadá. “Elo“, curta-metragem de animação da realizadora Alexandra Ramires integra a secção oficial competitiva Short Cuts.

Distribuida internacionalmente pela Agência da Curta Metragem, a coprodução luso-francesa entre a Bando à Parte e a Providences, conta com animação a partir de desenhos em grafite e sem diálogos, explora o encontro de duas personagens que procuram adaptar-se na tentativa de se encaixarem em padrões instituídos.

Depois de ter co-realizado “Água Mole” com Laura Gonçalves, também exibIdo no TIFF e que até à data já obteve 19 distinções internacionais, “Elo” é o primeiro filme assinado a solo pela realizadora portuguesa.

Imagem do filme Elo de Alexandra Ramires

“É uma sensação muito boa voltar ao TIFF depois de, em 2017, estar lá com o meu filme anterior. Trata-se de um festival pelo qual nutro um grande carinho, não só pela qualidade da programação, pela atenção internacional que granjeia como também pelo seu dedicado público. E naturalmente, por terem programado todos os filmes que realizei”, reagiu Alexandra Ramires à apresentação do seu filme em Toronto.

“Elo” junta-se à longa-metragem palestiniana “Gaza, mon amour”, dos irmãos Tarzan Nasser e Arab Nasser, com coprodução portuguesa, pela Ukbar Filmes, filme parcialmente rodado no Algarve e inspirado numa história verídica ocorrida em Gaza, em 2014, quando um pescador encontrou uma estátua de Apolo no mar.

Na sua 45ª edição, o Festival de Cinema de Toronto adapta-se à situação atual constrangida pela pandemia mundial e apresenta um programa reduzido com sessões presenciais, uma plataforma online acessível para o território canadiano, conferências de imprensa e palestras.

Artigos relacionados