“Especial Clássicos: Centenário Fellini”: A partir de 7 de novembro no TVCine Edition

Especial Clássicos: Centenário Fellini no TVCine Edition

No ano em que se celebra o centenário de Federico Fellini, um dos mais originais e emblemáticos realizadores da História, os Canais TVCine não poderiam deixar de marcar a data com um especial que revisita algumas das suas obras primas.

De 7 de novembro a 12 de dezembro, aos sábados, sempre às 22:00h, o TVCine Edition emite em exclusivo o “Especial Clássicos: Centenário Fellini“, uma oportunidade única para ver ou rever alguns dos mais relevantes títulos da filmografia do maestro do cinema.

Com uma carreira de mais de 5 décadas Fellini bebeu de outros gigantes como Buñuel, Chaplin, Eisenstein, Rossellini, do humor dos Irmãos Marx e até mesmo do trabalho Carl de Jung. Foi 12 vezes nomeado para os Óscares, arrebatou quatro vezes na categoria de Melhor Filme Estrangeiro e ainda o Óscar de Carreira. Poucos se lhe comparam.

O realizador que afirmava que “as coisas mais reais são as que eu invento” acabaria por se ir inventando e reinventado ao longo das décadas, pela potencial onírico que via nas coisas, na realidade, nos ícones da época e até mesmo na sexualidade. O seu extenso trabalho está impregnado de fantasia, extravagância e referências à sua infância e à sua Itália. Conhecê-lo é obrigatório.

Assim, em novembro e dezembro, o Especial Clássicos dos Canais TVCine será dedicado ao realizador, com uma programação que inclui seis filmes:

7/novembro: “Os Inúteis”

Cinco jovens permanecem num limbo pós-adolescente, sonhando com aventuras e o dia em que deixam para trás a pequena cidade onde arrastam a existência às custas das suas famílias. Um dia, um deles decide largar tudo e apanha o comboio para Roma…

14/novembro: “A Estrada”

Figura frágil e ingénua num mundo sem amor, Gelsomina é vendida pela mãe a Zampanò, um saltimbanco forte e bruto que a leva para trabalhar com ele na sua vida de estrada, dando-lhe um número burlesco.

21/novembro: “A Doce Vida”

Uma das obras-primas de Fellini, que faz a crónica de uma sociedade decadente e sem valores para além do sexo e álcool e sem soluções, exceto o suicídio. O filme segue uma semana na vida do paparazzo e colunista social Marcello, a viver em Roma.

28/novembro: “Fellini 8 ½”

Guido Anselmi é um realizador à procura da inspiração para o seu próximo filme. Durante essa viagem surgem-lhe fantasmas misturados com personagens reais, que evocam tantas histórias que o filme se vai fazendo sozinho, num misto de realidade e fantasia.

5/dezembro: “Julieta dos Espiritos”

Julieta, casada com um homem bem-sucedido, vê o seu mundo desabar quando descobre que o marido tem uma relação extraconjugal. O choque é tal, que Julieta passa a viver experiências espíritas, transferindo-as magistralmente para o espectador que já não percebe, no enredo, o que é real ou imaginário.

12/dezembro: “La Voce Della Luna”

Ivo Salvini (Roberto Benigni) é um lunático visionário de alma inocente. Delicia-se com a vida provinciana e nutre um amor desmesurado por Aldina (Nadia Ottaviani), a mulher que ele diz ter o rosto da Lua. Este derradeiro filme de Fellini é um angustiado retrato do louco e do moderno. Fellini morreu em 1993, mas o último filme anunciava muito do que aconteceu e continua a acontecer na Europa depois da sua morte, numa extrema lucidez do maestro sobre a confusão da vida moderna.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *