“Especial Documentários: Cinema Indígena”: Para ver nos Canais TVCine

Especial Documentários: Cinema Indígena noTVCine 2

Os Canais TVCine prepararam um especial sobre a produção cinematográfica indígena que tem contribuído de um modo decisivo para a emergência de novos instrumentos de conhecimento autóctone e intervenção no mundo, permitindo dar visibilidade à diversidade cultural, social e histórica de centenas de povos, muitas vezes marginalizados e sub-representados.

Sendo o Cinema e o Documentário poderosas ferramentas de construção de identidades, a abordagem cinematográfica das culturas nativas tem-se configurado como um fenómeno global, seja da parte de cineastas indígenas ou não, como forma de abrir espaços para as suas vozes.

De 3 a 17 de dezembro, às terças-feiras, o TVCine 2 leva-nos em exclusivo a uma viagem milenar através do “Especial Documentários: Cinema Indígena”, que tem início com o premiado filme de João Salaviza, “Chuva É Cantoria Na Aldeia Dos Mortos“.

Confira a programação do Especial Documentários: Cinema Indígena”:

3/dezembro – 22:00 h – “Chuva É Cantoria Na Aldeia Dos Mortos”

Um documentário sobre o povo e a cultura indígena krahô, mostra como as tradições mais ancestrais que têm lugar no atual território brasileiro têm vindo a”Un Certain Regard” do Festival de Cannes e o prémio de melhor obra de ficção do Festival de Cinema de Lima, no Peru.

10/dezembro – 22:00 h – “As Hiper Mulheres”

A expressão musical é um elemento central para os Kuikuro. A potência das suas vozes juntas diante do Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu, é um exemplo da força que essas mulheres assumem e possuem diante das suas comunidades.

17/dezembro – 22:00 h – “Bicicletas de Nhanderú”

Uma imersão na espiritualidade presente no quotidiano dos Mbya-Guarani da aldeia Koenju, em São Miguel das Missões no Rio Grande do Sul.

17/dezembro – 22:55 h – “Shuku Shukuwe – A Vida é Para Sempre”

Por três vezes, yuxibu cantou shuku shukuwe, a vida é para sempre. ouviram as árvores, as cobras, os caranguejos. Ouviram todos os seres que trocam suas peles e cascas. Por três vezes, yuxibu cantou shuku shukuwe, mas a inocente não soube ouvi-lo em silêncio.

17/dezembro – 23:45 h – “Ava Yvy Vera – A Terra do Povo do Raio”

“Aqui é o coração da terra. Lutamos pelo coração da terra, este território. Não lutamos só por esse pedaço, mas por todos os territórios do coração da terra. Esse é o nosso lugar. Nós, Avá, somos descendentes do coração da terra”. Realizado por um coletivo indígena, o filme conta a história da resistência deste povo. A partir da encenação dos métodos de proteção, acompanhamos os processos de defesa aos constantes ataques dos agentes do agronegócio.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *