Festival de San Sebastián: Concha de Ouro para “The Disaster Artist” de James Franco

“The Disaster Artist”, a comédia de James Franco sobre a rodagem do filme “The Room (2003)”, considerado o “melhor pior filme” da história do cinema, foi a grande vencedora da 65ª edição do Festival de San Sebastián, ao arrecadar a Concha de Ouro de Melhor Filme. A produção foi ainda distinguida com o prémio Feroz Zinemaldia.

Além de o dirigir, Franco também é o protagonista, sendo acompanhado no elenco por grandes nomes, como é o caso de Bryan Cranston, Zac Efron, Alison Brie, Kristen Bell, Dave Franco, Seth Rogen e Tommy Wiseau, o realizador, argumentista e o principal ator do filme que serviu de inspiração para a produção vencedora. O filme tem estreia prevista em Portugal para o dia 11 de janeiro de 2018.

Pela segunda vez na história do festival e depois de Xu Jinglei em 2004, por “Carta de Una Mujer Desconocida”, o jurado atribuiu a Concha de Prata de Melhor Realizador a uma mulher, neste caso a Anahí Berneri pelo drama “Alanis”, filme que também conquistou o prémio de Melhor Atriz para Sofía Gala Castiglione. Pela sua interpretação em “Pororoca”, Bogdan Dumitrache foi distinguido com o prémio de Melhor Ator.

Entre os premiados encontram-se três produções que já têm estreia prevista para os cinemas portugueses. “Três Cartazes à Beira da Estrada” (Three Billboards Outside Ebbing, Missouri), de Martin McDonagh, conquistou o prémio do público, “120 Batimentos por Minuto”, de Robin Campillo, levou o Prémio Sebastiane e “The Captain”, de Robert Schwentke, co-produzido pelo português Paulo Branco, o Prémio do Júri pela Melhor Cinematografia.

Artigos relacionados