Filmes portugueses na seleção oficial do 77.º Festival de Cinema de Veneza

Filmes portugueses no Festival de Veneza 2020

Alberto Barbera, diretor do Festival de Cinema de Veneza, anunciou esta terça-feira (28) os filmes selecionados para a seleção oficial da 77ª edição que vai decorrer entre os dias 2 e 12 de setembro. O evento italiano será o primeiro grande certame cinematográfico com presença de público em tempos de pandemia.

Entre os eleitos estão os filmes portugueses “Listen“, a longa-metragem de estreia de Ana Rocha de Sousa, uma coprodução luso-britânica protagonizada por Lúcia Moniz, Ruben Garcia e Sophia Myles, a curta “The Shift“, de Laura Carreira, e o drama “Gaza Mon Amour“, de Arab Nasser e Tarzan Nasser, uma coprodução entre Portugal, França, Alemanha, Palestina e Qatar. Os três filmes integram a secção competitiva Horizontes, dedicada a novos talentos e primeiras obras, uma das três secções oficiais do festival.

O júri internacional da principal competição é presidido pela atriz australiana Cate Blanchett, que integra ainda a realizadora e argumentista austriaca Veronika Franz, a realizadora britânica Joanna Hogg, o argumentista italiano Nicola Lagioia, o cineasta alemão Christian Petzold, o realizador romeno Cristi Puiu e a atriz francesa Ludivine Sagnier, que terão a responsabilidade de atribuir o Leão de Ouro.

Na corrida pelo prémio máximo do festival estão 18 filmes, entre os quais “Laila In Haifa”, de Amos Gitai, cineasta israelita que regressa a Veneza, “Nomadland”, da chinesa Chloé Zhao, protagonizado por Frances McDormand, “Wife of a Spy”, de Kiyoshi Kurosawa, “The World to Come”, de Mona Fastvold, com Casey Affleck e Vanessa Kirby, atriz que também protagoniza ao lado de Shia LeBeouf outro filme em competição, o drama “Pieces of a Woman”, do húngaro Kornel Mundruczo.

“Lacci”, do italiano Daniele Luchetti, abre o festival, mas fora de competição pelo Leão de Ouro, onde também marcam presença títulos de ficção como “Mandibules”, de Quentin Dupieux e “The Duke”, de Robert Michell, ou os documentários “Sportin’ Life”, de Abel Ferrara, “Greta”, de Nathan Grossman, sobre a ativista sueca, “Salvatore – Shoemaker of Dreams”, de Luca Guadagnino e ainda a produção dos brasileiros Renato Terra e Ricardo Calil, “Narciso Em Ferias”, filme documental sobre a prisão de Caetano Veloso durante a ditadura militar.

Nesta edição, a realizadora Ann Hui e a atriz Tilda Swinton vão ser distinguidas com o Leão de Ouro de Carreira.

COMPETIÇÃO OFICIAL VENEZA 77

– “In Between Dying”, de Hilal Baydarov
– “Le Sorelle Macaluso”, de Emma Dante
– “The World To Come”, de Mona Fastvold
– “Nuevo Orden”, de Michel Franco
– “Lovers”, de Nicole Garcia
– “Laila in Haifa”, de Amos Gitai
– “Dear Comrades”, de Andrei Konchalovsky
– “Wife Of A Spy”, de Kiyoshi Kurosawa
– “Sun Children”, de Majid Majidi
– “Pieces Of A Woman”, de Kornel Mundruczo
– “Miss Marx”, de Susanna Nicchiarelli
– “Padrenostro”, de Claudio Noce
– “Notturno”, de Gianfranco Rosi
– “Never Gonna Snow Again”, de Malgorzata Szumowska e Michal Englert
– “The Disciple”, de Chaitanya Tamhane
– “And Tomorrow The Entire World”, de Julia Von Heinz
– “Quo Vadis, Aida?”, de Jasmila Zbanic
– “Nomadland”, de Chloé Zhao

Artigos relacionados