Filmes que foram os maiores fracassos de bilheteira de 2016

Com o fim de ano à porta, começam a ser divulgadas várias listagens sobre os filmes que foram chegando aos cinemas em 2016, desde os melhores aos piores, aos mais pirateados e até aos que acabaram por ser os grandes fracassos do ano, nomeadamente em receitas de bilheteiras de todo o mundo.

Num ano em que o box office registou alguns recordes, as receitas de bilheteiras de 2016 serão lembradas por baixas devastadoras, que deixaram marcas em muitos consagrados cineastas. Nem a Disney, que estabeleceu um novo recorde da indústria, com mais de US$ 7 biliões em vendas de ingressos em todo o mundo, ficou imune.

E de entre algumas notícias sobre o tema, damos destaque à divulgada pelo The Hollywood Reporter, que apresenta resultados mais fiáveis, comparando os números do orçamento estimado de cada produção, as receitas de bilheteiras e ainda clarifica o conceito de ‘Rental’, parte da receita que vai diretamente para os cofres dos estúdios e que ronda os 50%.

Feitas as contas, eis os resultados finais dos principais flops de bilheteira de 2016:

Ben-Hur‘ – Estúdios: MGM e Paramount
Orçamento estimado: US$ 110M – Receitas: US$ 94,1M – Rentals: 43%
Perdas estimadas US$ 120 milhões

‘O Amigo Gigante’ – Estúdios: Disney, Amblin e Participant Media
Orçamento estimado: US$ 140M – Receitas: US$ 178,1M – Rentals: 64%
Perdas estimadas US$ 90-100 milhões

‘Os Deuses do Egipto’ – Estúdio: Lionsgate
Orçamento estimado: US$ 140M – Receitas: US$ 150,7M – Rentals: 53%
Perdas estimadas US$ 90 milhões

O Caçador e a Rainha do Gelo‘ – Estúdio: Universal
Orçamento estimado: US$ 115M – Receitas: US$ 164,6M – Rentals: 71%
Perdas estimadas US$ 75 milhões

Tartarugas Ninja Heróis Mutantes: O Romper das Sombras‘ – Estúdio: Paramount
Orçamento estimado: US$ 135M – Receitas: US$ 245M – Rentals: 64%
Perdas estimadas US$ 75 milhões

‘Aliados’ – Estúdio: Paramount
Orçamento estimado: US$ 85M – Receitas: US$ 80,3M – Rentals: 47%
Perdas estimadas US$ 75-90 milhões

Horas Decisivas‘ – Estúdio: Disney
Orçamento estimado: US$ 80M – Receitas: US$ 52,1M – Rentals: 33%
Perdas estimadas US$ 75 milhões

Alice do Outro Lado do Espelho‘ – Estúdio: Disney
Orçamento estimado: US$ 170M – Receitas: US$ 299,4M – Rentals: 88%
Perdas estimadas US$ 70 milhões

Caça-Fantasmas‘ – Estúdios: Sony e Village Roadshow
Orçamento estimado: US$ 144M – Receitas: US$ 299M – Rentals: 80%
Perdas estimadas US$ 70 milhões

Horizonte Profundo – Desastre no Golfo‘ – Estúdio: Lionsgate
Orçamento estimado: US$ 110-120M – Receitas: US$ 118,7M – Rentals: 54%
Perdas estimadas US$ 60 milhões

Da Série Divergente: Convergente‘ – Estúdio: Lionsgate
Orçamento estimado: US$ 110M – Receitas: US$ 179,2M – Rentals: 81%
Perdas estimadas US$ 50 milhões

A lista apresenta alguns filmes que ainda não estrearam em Portugal e outros mercados, mas que, pelas receitas obtidas até à data, já são previsiveis fracassos, como é o caso de:

‘Billy Lynn’ – Estúdio: Sony/TriStar
Perdas estimadas US$ 40 milhões

Assassin’s Creed‘ – Estúdios: New Regency e 20th Century Fox
Perdas estimadas US$ 75-100 milhões

Rules Don’t Apply‘ – Estúdio: New Regency
Perdas estimadas US$ 25 milhões

Artigos relacionados