“Glória” será a primeira série original portuguesa da Netflix

Glória é primeira série original portuguesa da Netflix

O catálogo da Netflix vai contar finalmente com uma série original de produção nacional. Em comunicado e nas redes sociais foi anunciado que “Glória“, um thriller passado durante a Guerra Fria, com realização de Tiago Guedes (A Herdade), será o primeiro projeto português original da maior plataforma de streaming.

Com produção da SPi, do Grupo SP Televisão, e coprodução da RTP, a série conta com um argumento original de Pedro Lopes, uma história de espionagem que decorre nos anos 60, no auge da Guerra Fria, e que já se encontra a ser gravada na região do Ribatejo e em Lisboa.

Entre os protagonistas estão os atores Miguel Nunes, Carolina Amaral, Victoria Guerra, Afonso Pimentel, Adriano Luz e Gonçalo Waddington, que serão acompanhados por outros nomes bem conhecidos dam ficção nacional como Joana Ribeiro, Marcelo Urgeghe, Sandra Faleiro, Carloto Cotta, Maria João Pinho, Inês Castel-Branco, Rafael Morais e Leonor Silveira.

De acordo com o comunicado da Netflix, a ação vai decorrer na aldeia da Glória do Ribatejo, onde se situa o centro de transmissões americano RARET, que emite propaganda Ocidental para o Bloco de Leste. O engenheiro João Vidal, oriundo de famílias apoiantes da ditadura do Estado Novo, mas recrutado pela KGB, a polícia secreta de Moscovo, “assume missões de espionagem de alto risco que podem mudar o curso da história portuguesa e mundial”.

A aldeia transforma-se então num “improvável palco da Guerra Fria”, onde Washington e Moscovo lutam pelo controlo da Europa. João Vidal, depois de ter contactado com a realidade da guerra colonial, “compreenderá que, seja qual for o lado em que estiver, o mundo (…) nunca é a preto e branco”.

O mesmo comunicado também transcreve uma citação de José Fragoso, diretor de programas da RTP1 e RTP Internacional, que diz que o “início da rodagem da série ‘Glória’ representa a chegada da ficção televisiva portuguesa a um novo patamar de qualidade e exigência. Com um perfil internacional indiscutível, desenvolvida por uma equipa da SP experiente e rigorosa, a série realizada por Tiago Guedes será o primeiro projeto de ficção nacional a contar com a excecional capacidade de produção e distribuição internacional da Netflix”.

Artigos relacionados