Guillermo del Toro vai dirigir a sua versão sombria de “Pinóquio” para a Netflix

Guillermo-del-Toro vai dirigir Pinoquio para a Netflix

O consagrado cineasta mexicano Guillermo del Toro vai finalmente realizar o seu sonho e dirigir o projeto em que trabalhou durante quase dez anos, para desenvolvimento de uma história de “Pinóquio”, o clássico personagem da Disney, concebido numa versão musical em stop-motion.

Em 2017, Del Toro anunciou que o filme sobre o pequeno boneco de madeira que queria ser um menino verdadeiro, já não iria acontecer, mas agora, a o projeto ganhou luz verde na Netflix, que o irá financiar e distribuir.

O novo filme marcará a estreia do realizador no género de animação, baseado no clássico conto infantil de Carlo Collodi, “As Aventuras de Pinóquio”, de 1883. Além de o dirigir, Del Toro, que escreveu o guião, também vai produzir o filme.

Com uma história mais sombria, a ação será ambientada em Itália durante a década de 1930, um momento histórico particularmente carregado e numa época em que estava instaurado um clima de repressão e o crescimento do fascismo de Benito Mussolini .

“Nenhuma forma de arte influenciou a minha vida e o meu trabalho mais do que a animação e nenhum personagem teve uma ligação pessoal tão profunda quanto Pinóquio. Na nossa história, Pinóquio é uma alma inocente com um pai indiferente que se perde num mundo que não consegue compreender. Pinóquio embarca numa aventura extraordinária que o faz compreender profundamente o pai e o mundo real”, disse num comunicado o vencedor do Óscar de Melhor Realizador e DE Melhor Filme com “A Forma da Água”.

A produção de “Pinóquio” deverá arrancar ainda durante este Outono, mas ainda não definida a estreia, que provavelmente será exclusiva para os assinantes da Netflix.

Artigos relacionados