“I Am Greta” e “A Cruzada” em antestreia nacional na 27ª edição do CineEco

Antestreia de filmes no festival CineEco 2021

A 27ª edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela regressa este ano de 9 a 16 de outubro e na sua programação extracompetição vai contar com “duas grandes novidades há muito esperadas no mercado cinematográfico nacional”, a exibição em antestreia nacional dos filmes: “I Am Greta: Uma Força da Natureza” e “A Cruzada” (La Croisade).

Exibido pela primeira vez no Festival de Veneza 2020, “I Am Greta: Uma Força da Natureza”, de Nathan Grossman, estreia no dia 13 de outubro, às 21:30h, na Casa Municipal da Cultura em Seia. O realizador começou a filmar a jovem Greta Thunberg no início da sua greve escolar em Agosto de 2018, antes ainda de serem feitas as primeiras reportagens sobre a jovem. O filme explora também a luta pessoal de Greta para equilibrar a sua adolescência com a atenção e o mediatismo de que actualmente é alvo.

O mesmo espaço volta a ser o palco para a exibição de “”A Cruzada”, do realizador e ator francês Louis Garrel, filme que integrou a secção “Cinema for the Climate” do Festival de Cannes deste ano, com estreia agendada para o último dia do festival, 16 de outubro, pelas 21:30h, depois da atribuição dos prémios aos vencedores da edição de 2021.

O filme conta a história de Abel (Garrel) e Marianne (Laetitia Casta) que descobrem que o seu filho Joseph (Joseph Engel), de 13 anos, vendeu secretamente bens de valor da família para financiar um projecto ecológico. Depressa percebem que Joseph não é o único. Centenas de crianças em todo o mundo uniram forças para financiar um projecto misterioso destinado a salvar o planeta.

Na programação fora de competição também estão incluídos os filmes “O Lago Sagrado – Uma Viagem por uma Estrada Profunda e Gelada”, de Carla Varanda (realizadora) e Mário Lisboa (fotógrafo), que será apresentado na sessão inaugural do festival (dia 9), e o documentário “Curtir a Pele“, de Inês Gil, agendado para o dia 15 de outubro.

Esta 27ª edição do Festival conta ainda e, pela primeira vez, com a exibição em simultâneo dos documentários “Une Fois que tu Sais”, “Ophir” e “Arica” no FIC.A, Festival Internacional de Ciência, em Oeiras, que acontece no Palácio do Marquês do Pombal, entre os dias 12 e 17 de outubro.

Segundo a organização, o CineEco 2021 regista um número recorde de filmes de mais de 20 países em exibição e que versam sobre temáticas multidisciplinares como a atual situação climática, colonialismo tóxico, pandemia e outras doenças, a luta de comunidades pela defesa dos ecossistemas regionais, futuro sustentável, poluição marítima, justiça ambiental, entre outras abordagens.

Na Competição Internacional de Longas-Metragens, uma das mais relevantes do CineEco, entram a concurso 10 documentários. Na Competição Internacional Curtas-Metragens do CineEco concorrem 45 documentários de vários países, sendo 7 destes filmes produções nacionais. Este ano, o cinema ambiental em língua portuguesa volta também a estar em grande destaque na Competição Séries e Reportagens Televisivas que, à semelhança da edição passada, representa mais de metade das obras em competição nesta categoria específica. No total dos filmes em Competição na 27ª edição do CineEco, 39 são documentários portugueses produzidos em 2020 e 2021.

Conheça a programação completa da 27ª edição do CineEco – Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

 

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados