ID – Investigation Discovery estreia a intrigante série “Living a Nightmare”

Investigation Discovery estreia Living a Nightmare

O canal ID – Investigation Discovery (Posição 74 da NOS) estreia esta segunda-feira, 5 de outubro, pelas 23:00h, a emocionante e intrigante série “Living a Nightmare“, que em quatro episódios narra as histórias de pessoas reais que se deparam com a horrível e surreal perda de familiares em crimes violentos.

As suas vidas param e embarcam numa jornada emocional em que só o tempo e a detenção de um suspeito lhes ajudarão a aliviar a dor. Ao mesmo tempo, os detetives de investigação criminal, numa corrida contra o relógio, deparam-se com a horrível missão de descobrir os assassinos antes de que os casos sejam arquivados. É uma corrida contra o tempo à medida que procuram fazer justiça para as famílias, nunca esquecendo as vítimas, cujas vidas foram ceifadas tão tragicamente.

No episódio de estreia conhecemos o caso de um homem de 23 anos de idade que desaparece numa pequena comunidade de Beech Island, na Carolina do Sul. Enquanto a família o procura desesperadamente, uma assustadora mensagem de telemóvel vem adensar o mistério.

Os restantes episódios vão para o ar às segundas-feiras de outubro às 23:00h e no dia 12, é a vez de “The Long Way Home”, que dá a conhecer um intrigante caso ocorrido no Ohio, quando uma estudante de 20 anos de idade desaparece ao deslocar-se de bicicleta no caminho para a casa do namorado. Os detetives iniciam uma busca intensa para a encontrar.

A 15 de outubro, acompanhamos uma nova história trágica em que o corpo de uma jovem de 27 anos de idade é encontrado num beco. A mãe recém-divorciada foi vista pela última vez a deixar o namorado e a sair de forma desenfreada. Os detetives reconstituem os seus passos.

Finalmente, a 26 de outubro, será emitido o caso do desaparecimento de um homem em Pulaski, no Tennessee, que esteve sem resolução durante mais de duas décadas. Algumas pessoas diziam que tinha fugido com a amante, outras suspeitavam de um ato criminoso. Só 25 anos depois é que os detetives conseguiram descobrir a verdade que passou desapercebida a todos.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *