Jane Fonda e Dolly Parton poderão regressar para uma nova versão da comédia “Das 9 às 5”

Jane Fonda, Dolly Parton e Lily Tomlin, protagonistas da clássica comédia de 1980, “as 9 às 5” (9 to 5), poderão regressar ao elenco de uma nova versão, que poderá ser um reboot ou sequela, que está a ser desenvolvida pela 20th Century Fox.

Há muito tempo que as atrizes anseiam por este momento, mas o timing escolhido não poderia ser o mais adequado, principalmente no contexto atual, que levou á criação do movimento #MeToo, devido à premissa machista e chauvinista do filme dirigido por Colin Higgins.

No filme, as três atrizes interpretaram um grupo de secretárias que decidem vingar-se do seu intolerante, narcisista e mentiroso chefe (Dabney Coleman), que para além de não lhes dar as merecidas promoções, ainda lhes roubava as suas ideias, numa cultura de assédio sexual desenfreado. Quando foi apanhado a tentar chantagear uma delas para dormir com ele, as três decidiram sequestrá-lo e mantê-lo amarrado, ao mesmo tempo que descobrem o seu esquema de desfalque e uma maneira de ganhar dinheiro.

Segundo o Deadline, as três atrizes estão em negociações para integrarem o elenco, para assumirem os papéis de mentoras das novas protagonistas, mas sem referenciar se serão as mesmas personagens do filme original.

De regresso está a argumentista Pat Resnick, que voltará a escrever o guião, mas desta vez terá a companhia de uma escritora mais jovem e contemporânea, Rashida Jones, com o objetivo de converter a história para a atualidade.

Artigos relacionados