Jonathan Levine vai dirigir a sequela da comédia ‘Um Príncipe em Nova Iorque’

Depois de em abril passado ter oficializado o desenvolvimento da sequela de ‘Um Príncipe em Nova Iorque’, a Paramount Pictures anunciou a contratação de Jonathan Levine para dirigir o projeto e Kenya Barris para reescrever o guião original da dupla que escreveu o argumento do primeiro filme, Barry Blaustein e David Sheffield.

A comédia lançada em 1988 foi dirigida por John Landis e protagonizada por Eddie Murphy, mas ainda não há certezas sobre o regresso do ator para voltar a interpretar o seu icónico papel, o príncipe Akeem.

Na trama original, o jovem Akeem, príncipe herdeiro do trono de Zamunda (um reino fictício de África), foge para Nova Iorque disfarçado de pobre, para escapar a um casamento arranjado pelo pai e encontrar uma noiva que não o ame pela sua posição. Nesta aventura, é acompanhado por Semmi (Arsenio Hall), o seu melhor amigo, que não gosta de se passar por pobre. Os seus gastos e atitudes, podem revelar a identidade de Akeem.

O filme também foi tema de um grande processo de violação de contrato, entre Art Buchwald e a Paramount. As receitas globais de bilheteira atingiram os 288,7 milhões de dólares

“Olha Que Duas”, a última longa-metragem de Levine, passou pelos nossos cinemas no passado mês de julho, uma comédia de ação em que Amy Schumer e Goldie Hawn dividem o protagonismo.

Artigos relacionados