Kenneth Branagh pretende criar um universo cinematográfico de Agatha Christie

Kenneth Branagh, realizador e protagonista do remake de “Um Crime no Expresso do Oriente“, tem intenção de criar um universo cinematográfico centrado nas obras literárias de Agatha Christie, escritora considerada como a Rainha do Crime.

“Acho que as obras dela se adequam bem a isso. Ela tem um universo de personagens que muitas vezes se cruzam em aventuras conjuntas, o que, sem dúvida, é o modelo para muitos dos universos cinematográficos que vemos hoje em dia”, disse Branagh numa entrevista à Associated Press.

Neste seu último filme, onde que deu vida ao lendário detetive Hercule Poirot, Branagh ficou “deliciosamente surpreendido” com o sucesso alcançado nas bilheteiras mundiais, onde arrecadou mais de 311 milhões de dólares, face a um orçamento estimado em US$ 55 milhões.

Perante o êxito, a 20th Century Fox confirmou o desenvolvimento da sequela “Morte no Nilo”, livro de Christie que foi adaptado em 1978 por John Guillermin, filme que teve protagonismo de Peter Ustinov, sendo acompanhado no elenco por Mia Farrow, Jane Birkin, Bette Davis e Angela Lansbury.

Nesta continuação, Branagh está anunciado para os mesmos cargos que desempenhou no primeiro, voltando a fazer parceria com o argumentista Michael Green, que desta vez, acompanhará o famoso detetive num luxuoso cruzeiro pelo Rio Nilo, no Egito, onde terá a missão de investigar a morte de uma herdeira.

Artigos relacionados