“Listen” não é elegível para os Óscares. Candidatura foi rejeitada

Listen foi rejeitado da candidatura aos Óscares 2021

Listen“, filme de Ana Rocha de Sousa, que tinha sido eleito pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema como representante de Portugal a uma nomeação ao Óscar de Melhor Filme Internacional, foi considerado ilegível pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA (AMPAS) que rejeitou a candidatura.

A produção nacional não cumpriu com uma das regras de elegibilidade que refere que os filmes submetidos devem conter pelo menos 50% dos diálogos num ou mais idiomas diferentes do inglês.

A Academia portuguesa já confirmou a decisão e já abriu uma nova votação com os outros três filmes que foram propostos inicialmente: “Mosquito“, de João Nuno Pinto, “Patrick“, de Gonçalo Waddington, e “Vitalina Varela“, de Pedro Costa. A escolha do novo candidato vai decorrer até às 23:59h do próximo domingo (20).

“Ainda na fase de consideração de todos os filmes nacionais potencialmente elegíveis contactámos a AMPAS no sentido de obter esclarecimentos que fundamentassem a decisão de excluir ou incluir o filme de Ana Rocha de Sousa da lista de candidatos em consideração. Em resposta à APC, a AMPAS comunicou que apenas poderiam deliberar sobre a elegibilidade de um filme após o encerramento do prazo regular de submissões, existindo sempre a possibilidade de submeter um novo candidato caso o primeiro fosse rejeitado. Atendendo ao facto de que o filme justifica o recurso à língua inglesa por retratar a história de um casal imigrante português em Londres, e que uma parte considerável do mesmo tem diálogos em português e em língua gestual, o filme foi pré-selecionado pelo comité de seleção e acabou por ser o mais votado pelos membros da APC. Sabíamos que a aceitação do filme enquanto candidato de Portugal dependeria da flexibilidade do comité internacional da AMPAS e estávamos confiantes de que o contexto particular desta candidatura justificaria a sua aceitação, mas no final isso acabou por não acontecer.”, explicou em comunicado Paulo Trancoso, Presidente da Academia Portuguesa de Cinema.

Protagonizado por Lúcia Moniz, Ruben Garcia e Sophia Myles, o filme estreou nos cinemas portugueses a 21 de outubro, e desde então já foi visto por mais de 38.400 espectadores, tornando-se no filme português mais visto este ano nos cinemas.

Numa primeira fase, entre os filmes submetidos, serão pré-selecionados 10 filmes que serão revelados a 9 de fevereiro, dos quais sairão os cinco candidatos finais à estatueta dourada de Melhor Filme Internacional que serão anunciados juntamente com as outras categorias a 15 de março. O vencedor será conhecido na 93ª edição dos Óscares que se realiza no dia 25 de abril de 2021.

Artigos relacionados