“Love and Death”: Elizabeth Olsen vai interpretar uma assassina na série da HBO Max

Elizabeth Olsen vai interpretar uma assassina na série Love and Death

Depois de ter interpretado a Feiticeira Escarlate em várias produções da Marvel, incluindo a série “Wandavision” e “Vingadores: Endgame“, Elizabeth Olsen está pronta para assumir o papel de Candy Montgomery, uma assassina da vida real, na minissérie “Love and Death” da HBO Max.

A série é baseada no livro “Evidence of Love: A True Story of Passion and Death in the Suburbs”, de John Bloom e Jim Atkinson, e numa coleção de artigos publicados pelo Texas Monthly, que conta a história de dois casais que vão regularmente à igreja e que parecem gostar da vida familiar de uma pequena cidade no Texas… até que alguém pega num machado.

O macabro caso aconteceu no Texas em 1980. Aparentemente, Candy tinha uma vida perfeita e equilibrada, com um dedicado marido, dois filhos, um bom trabalho e uma casa bonita nos subúrbios. Até que foi acusada do assassinato de Betty Gore, uma mulher casada com um homem que tinha tido um caso amoroso com a criminosa. Candy matou a sua amiga da igreja com um machado.

“Love and Death” foi escrita por David E. Kelley (The Undoing) e será realizada por Lesli Linka Glatter (Segurança Nacional), dupla que exercerá como produtores executivos ao lado de Nicole Kidman e Per Saari para a Blossom Films.

Para Sarah Aubrey, da HBO Max, este projeto “é uma emocionante história sobre as frustrações e desejos de duas mulheres numa pequena cidade que culmina num terrível ato de violência”. Por sua vez, Kevin Beggs, presidente de Lionsgate Television, que vai produzir a minissérie, acrescentou: “Não podemos imaginar uma artista mais perfeita para interpretar o papel principal de Candy do que Elizabeth Olsen. O seu talento, carisma e energia podem enfeitiçar o público como nenhum outro.”

Curiosamente, a história centrada na assassina do machado também será contada na série “Candy”, da Hulu, que terá no papel de Montgomery outra Elizabeth, a atriz Elisabeth Moss (‘O Homem Invisível‘, ‘The Handmaid’s Tale’).

Artigos relacionados