“Madonna”: Dexter Fletcher mostrou interesse em dirigir uma cinebiografia sobre a Rainha do Pop

Dexter Fletcher dirigir uma cinebiografia sobre Madonna

Com as cinebiografias musicais a ganharem muita popularidade em Hollywood, não é de admirar que os estúdios apostem mais fichas no desenvolvimento de projetos centrados nas mais icónicas figuras da área musical.

Depois de ter substituído o demitido Bryan Singer e ter finalizado o filme de sucesso “Bohemian Rhapsody“, centrado na banda Queen e no seu vocalista Freddie Mercury, Dexter Fletcher espera obter o mesmo resultado com o seu mais recente trabalho, “Rocketman”, sobre a vida e carreira do famoso cantor britânico Elton John.

Agora, numa entrevista ao site Gay Star News, quando confrontado com a pergunta sobre quais outras histórias teria interesse em contar num filme biográfico, o cineasta não hesitou em apontar o nome de Madonna.

“Eu faria Madonna. Isso parece ser uma verdadeira montanha russa! Seria extraordinário”, disse Fletcher, acrescentando que, nunca lhe ocorreu fazer um filme sobre a cantora de “Like a Virgin”, ao afirmar: “Não… não, não. Não sei o quanto ela ficaria feliz com isso [ideia]… Mas que vida extraordinária seria. Se eu fosse abordar qualquer outro ícone, seria ela. Ela é extraordinária.”

Para já não passa de um sonho do realizador, pois Maddona, a não ser que mude de ideias, já deu a entender que apenas ela tem permissão para contar a história da sua vida. Em 2017, quando a Universal Pictures a abordou sobre o desenvolvimento de “Blonde Ambition”, um filme biográfico focado nos primeiros dias da cantora, a Rainha do Pop deixou a sua opinião sobre o projeto na sua conta oficial do Instagram.

“Ninguém sabe o que sei e o que vi. Só eu posso contar a minha história. Qualquer outra pessoa que tente é um charlatão e um tolo, procurando por uma gratificação instantânea sem fazer o trabalho. Esta é uma doença na nossa sociedade”, escreveu Madonna.

Enquanto Fletcher espera pela concretização do seu desejo, relembramos que “Bohemian Rhapsody”, que valeu o Óscar de Melhor Ator a Rami Malek, foi um enorme sucesso nas bilheteiras mundiais ao arrecadar US$ 903,6 milhões. Já “Rocketman”, que estreou esta semana nos nossos cinemas, pretende alcançar o mesmo feito, apresentando Taron Egerton como Elton John e Richard Madden como o seu gerente musical e amante John Reid.

Artigos relacionados