Madonna reage à anunciada cinebiografia: “Só eu posso contar a minha história”

Um dia depois de ter sido anunciado pela Universal Pictures, o desenvolvimento da cinebiografia ‘Blond Ambition’, numa homenagem à tournée de 1990 de Madonna, a cantora pop aproveitou as redes sociais para manifestar o seu desagrado pelo projeto, ao dizer que só “um charlatão e um tolo” alegaria conhecer os fatos sobre os seus primeiros passos para a fama.

No Instagram, Madonna escreveu: “Ninguém sabe o que eu passei e o que fiz. Só eu posso contar a minha história. Qualquer outra pessoa que o tente fazer é um charlatão e um tolo. Procuram gratificações instantâneas sem fazerem o trabalho. Esta é uma doença da nossa sociedade”, concluiu.

Segundo algumas publicações, esta animosidade de Madonna para com o filme poderá ter a haver com alguma frustração por não protagonizar a sua própria história de vida, pelo que, se o biopic de Madonna continuar em marcha, a estrela não abençoará a sua produção.

A história de ‘Blond Ambition’, escrita por Elyse Hollander, tem início nos anos 80, em Nova Iorque, quando Madonna Louise Ciccone começou a trabalhar no seu primeiro álbum e teve de lutar contra o machismo da indústria da música, ao mesmo tempo que, lidava com uma vida amorosa crescente e as primeiras luzes da fama.

Artigos relacionados